Tags: ENEM

Se você está se preparando para o Enem, já deve ter se deparado com assuntos que não conseguiu compreender durante os estudos, não é mesmo?

Afinal, mesmo recorrendo aos livros, vídeos e apostilas, é comum que tenhamos mais dificuldade em alguns conteúdos do que em outros.

Mas, você sabia que existe uma metodologia de estudos que pode ajudá-lo a contornar essas situações? É técnica Feynman!

É um método desenvolvido por Richard Feynman, pioneiro da eletrodinâmica quântica e ganhador do Nobel de 1965, que permite entender qualquer tema. Já imaginou?

Quer descobrir mais sobre a técnica Feynman? Continue neste artigo e conheça 4 passos para aprender qualquer assunto!

Aqui você vai conferir:
O que é a técnica Feynman
Os 4 passos da técnica Feynman
1. Escolha um conceito
2. Ensine esse conceito para um leigo
3. Entenda as suas dificuldades
4. Reveja e simplifique

Baixe agora mesmo 100 questões do ENEM e comece a estudar!

O que é a técnica Feynman

A técnica Feynman é uma metodologia de estudo formada por um passo a passo que estimula o cérebro a compreender um assunto de forma aprofundada.

Ela funciona da seguinte maneira: o estudante escolhe determinado tema que tem dificuldade ou precisa aprender rapidamente, como, por exemplo, a Revolução Francesa.

A partir disso, ele escreve o que conhece a respeito do assunto — utilizando sempre palavras simples e objetivas —, tenta transmitir esses aprendizados para alguém e, por fim, revisa, buscando encontrar as dúvidas que ainda ficaram.

A ideia dessa técnica é que o estudante retorne ao estudo sempre que possível, lendo e anotando de forma simplificada até que seu cérebro compreenda de forma plena o assunto.

Esse método de estudos pode ser usado para aprender algum assunto novo em pouco tempo, melhorar o que já se sabe ou para entender algum assunto que se está com dificuldade.

Para o Enem, em que você tem que estudar diversas temáticas diferentes, utilizar a técnica Feynman é uma ótima opção para potencializar e agilizar o aprendizado.

>>> Leia também: Aplicativos para estudar: melhores opções para se organizar

Técnica Feynman - jovem estudando com tablet e computador

A ciência por trás da técnica Feynman

Esse método de estudos foi desenvolvido por Richard Feynman, um físico norte-americano que ganhou o Prêmio Nobel pelos seus estudos da eletrodinâmica quântica.

O físico costumava ser muito elogiado por conseguir explicar e compreender assuntos complexos de maneira ágil e eficiente. Ele acreditava que poderia aprender sobre qualquer assunto, desde que o mesmo fosse ensinado utilizando termos simples.

Assim, ele traçou sua própria teoria: a técnica Feynman. Segundo ela, existem dois tipos de conhecimento: o focado em saber apenas o nome de algo e o focado em realmente entender e conhecer profundamente um assunto/tema.

Ou seja, em vez de apenas memorizar datas, nomes e conceitos, o cientista orienta a ter de fato uma compreensão sobre o tema. Feynman entendeu a diferença entre saber o nome de alguma coisa e efetivamente compreendê-la.

Não há dúvidas que isso foi uma das razões mais importantes para o seu sucesso no universo da ciência.

>>> Leia também: Como encontrar motivação para estudar?

Os 4 passos da técnica Feynman

Agora vamos ao que interessa? Confira abaixo os 4 passos de estudos da técnica Feynman:

1. Escolha um conceito

Segundo a técnica Feynman, o primeiro passo na hora de estudar é escolher um assunto ou conceito que você deseja se aprofundar.

A partir disso, você coloca o tópico escolhido no topo de uma página — pode ser feito à mão ou no computador.

Em seguida, anote tudo o que sabe sobre a temática, desde as informações mais rasas até as mais específicas.

A orientação nesta etapa é escrever com termos simples. Pense que você está explicando o assunto para uma criança, por exemplo. Ou seja: utilize vocabulário básico e faça conexões simples de entender.

É importante evitar jargões e termos complicados, eles podem mascarar o seu nível de aprendizado – até para você mesmo.

Escrevendo a ideia com linguagem clara, você se “força” a entender o suficiente para conseguir simplificar as explicações.

2. Ensine esse conceito para um leigo

Depois de reunir seu conhecimento sobre o tema, é hora de tentar transmiti-lo a alguém que não está familiarizado com o assunto – não importa se você tenha um público, ou não. Imagine, por exemplo, que você estivesse ensinando uma criança.

O importante é explicar o tópico em termos de fácil compreensão. Assim, você consolida o que entendeu até então e visualiza com facilidade o que ainda tem dúvidas.

Além disso, verbalizar o conteúdo auxilia o aprendizado e dessa forma você consegue saber o que realmente aprendeu e enxergar os seus pontos fracos no assunto.

>>> Leia também: Leu, releu e não reteve o conteúdo? Conheça a curva do esquecimento

Técnica Feynman - canetas coloridas, livros e papel grifado em cima de uma mesa

3. Entenda as suas dificuldades

A partir da sua tentativa de explicação para uma outra pessoa, você vai perceber alguns buracos no seu próprio aprendizado

Então, será o momento de revisitar esses pontos e voltar às suas fontes de informação até que consiga compreender e, depois, explicar o conceito completamente.

Nesse momento, você pode recorrer às suas anotações iniciais, ao Google, assim como consultar livros, apostilas, slides, etc.

O objetivo é preencher as lacunas que ainda faltam para você compreender de forma plena o assunto.

4. Reveja e simplifique

Depois de cumprir os passos acima, é o momento de revisar seu trabalho até então.

É a oportunidade também para você simplificar ainda mais a linguagem — lembre-se de usar suas próprias palavras e não os jargões do material que estudou.

Aproveite também para buscar exemplos, conectar conceitos e fazer analogias para fortalecer sua compreensão.

O objetivo nessa etapa é organizar todo o conteúdo em uma história simples e que flui.

Por fim, leia em voz alta. Se ainda parecer confuso, pode ser um indício de que seu entendimento ainda não é total.

Se for o caso, estude novamente e volte a preencher os “buracos” de aprendizado.

Ou seja, repita os passos que apresentamos aqui até ter certeza que você tem entendimento completo do assunto que está estudando.

Certamente, essa metodologia vai ajudá-lo muito nos seus estudos para o Enem!

>>> Leia também: Cronograma de estudos: aprenda a se organizar no EAD

Descubra os segredos para tirar nota 1000 na redação do ENEM!

Inscreva-se no Blog do EAD PUCPR

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se.

Modelo de currículo para
conquistar a vaga dos sonhos:

New call-to-action
O que você achou dessa publicação?
Deixe seu comentário aqui.