Em diversos vestibulares, concursos e processos seletivos, a redação dissertativa é adotada para avaliar diferentes capacidades dos candidatos.

Raciocínio lógico, argumentação, visão do mundo e domínio da língua portuguesa são algumas delas.

Por essa razão, saber escrever um texto dissertativo é fundamental para obter sucesso nessas ocasiões.

Infelizmente, no Brasil, 7 em cada 10 alunos que saem do Ensino Médio têm nível insuficiente em português e matemática, segundo informações do MEC (Ministério da Educação).

Isso, certamente, tem influência na habilidade da escrita. 

E para quem vai prestar o Enem, pode ser um problema. Ou melhor, um desafio, já que é sempre tempo de aprender.

Por isso, preparamos este guia completo, trazendo orientações e dicas para você conseguir fazer uma redação dissertativa e aprimorar o seu texto cada vez mais.

Interessado?

Então, vamos lá!

O que é uma redação dissertativa?

redacao dissertativa o que e uma

A redação dissertativa é um dos vários gêneros textuais existentes.

Ele se diferencia dos demais por ser baseado na defesa de uma ideia central.

Por essa razão, é preciso que o autor do texto faça uso de argumentos para validar seu ponto de vista.

Ainda que a opinião sobre o assunto seja transparente, de certa forma, a redação não deve ser construída usando a primeira pessoa do singular.

Por exemplo:

  • “Eu acho que a violência contra a mulher é um problema muito preocupante.”

Neste caso, o ideal seria:

  • “A violência contra a mulher é um problema sério. No Brasil, a cada hora, mais de 500 mulheres são agredidas.”

Percebe como o autor não se insere na narrativa?

E viu só como o uso de argumento (um dado, no exemplo) acrescenta credibilidade e convence o leitor?

É dessa forma que uma redação dissertativa funciona.

Mas, calma, ainda não acabou. Temos muito assunto para tratar.

Continue acompanhando!

Como começar uma redação dissertativa?

redacao dissertativa como comecar um

A pré-redação, ou seja, as tarefas executadas antes de começar a escrever, fazem toda a diferença no resultado final. 

Para elaborar uma boa dissertação, você deve começar pelos seguintes passos:

Entenda o tema

Toda redação tem um tema. E é preciso compreendê-lo para ter a garantia de discorrer sobre o assunto de forma adequada.

Portanto, quando estiver fazendo uma prova ou atividade, preste bastante atenção no enunciado e certifique-se de que não há dúvidas.

Assim, quando estiver tudo esclarecido, você pode pular para a próxima etapa.

Anote as principais ideias que servirão como argumentos

Agora que você já entendeu o tema, é hora de levantar seus argumentos.

Eles podem ser dados, fatos, exemplos, comparações, pesquisas ou citações.

O ideal é refletir sobre o conhecimento que você tem do assunto e listar tudo o que sabe.

Estruture seu texto adequadamente

A redação dissertativa tem uma estrutura própria, e ela precisa ser respeitada.

Mas não se preocupe. 

É fácil de entender, e você verá que a organização do seu texto ficará ainda mais simples após compreendê-la.

Confira:

Introdução

A introdução é o início da redação dissertativa.

Geralmente, ela é feita em apenas um parágrafo. Nele, é preciso apresentar a ideia do texto. 

Assim, o leitor já tem clareza do que será tratado nas linhas a seguir.

Desenvolvimento

O desenvolvimento, por sua vez, é o corpo do texto.

Ele consome, em média, três parágrafos.

Nessa parte, deve-se apresentar todos os argumentos, de forma consistente e coerente.

Conclusão

A conclusão, como o nome sugere, é o encerramento da redação dissertativa.

Assim como a introdução, ela também é feita em um parágrafo.

A ideia aqui é resgatar a ideia central do texto e apresentar uma solução para o problema apresentado.

Dicas para uma boa redação dissertativa

Agora, sim, vamos às dicas. Tome nota de todos os passos para colocar em prática, ok?

Entenda as etapas de uma boa redação

Bem, de certa forma, você já cumpriu este item.

Afinal, após ler os tópicos anteriores, foi possível compreender a estrutura da redação e a etapa de preparação.

Com isso, você já consegue começar a escrever o seu texto.

Introduza o tema corretamente

A introdução do tema é parte importante da sua redação.

Você precisa apresentar o assunto, mas sem entrar em tantos detalhes. 

Isso porque os argumentos serão mostrados na fase de desenvolvimento.

Por isso, seu desafio é demonstrar clareza do tema sem se estender demais.

Escolha seus argumentos

Você se lembra de que falamos sobre levantar todos os seus argumentos?

Bem, pode ser que você não precise usar todos. Isso é, se tiver argumentos demais.

Vale, então, nesse caso, fazer um filtro e selecionar apenas os mais relevantes. 

Escreva um texto objetivo

Objetividade é uma característica primordial na redação dissertativa.

Você precisa ser direto ao apresentar o tema e os argumentos, e não deve ficar dando voltas para abordá-los.

Lembre-se sempre disso, ok?

Desenvolva com clareza

Além da objetividade, a clareza é outro aspecto importante.

Você quer que o leitor compreenda o seu texto, não é mesmo?

Então, certifique-se de ele é de fácil entendimento.

Organize cada parágrafo do texto

Quando você segue a estrutura da redação dissertativa, você já começa a organizar os parágrafos do seu texto.

Mas é possível otimizá-los ainda mais.

Na etapa de desenvolvimento, por exemplo, você pode destinar cada parágrafo para o uso de um argumento.

Assim, você tem a garantia de abordar todos os pontos que considera importante, e o desafio de encaixá-los no texto tende a ser menor.

Traga soluções

Não falamos que a conclusão é o momento ideal para apresentar soluções?

Então, isso quer dizer que você deve mostrar como o problema relacionado ao tema da redação pode ser resolvido.

Aliás, é importante que você pense nisso antes mesmo de começar a escrever.

Reflita com bastante cuidado. Afinal, a sua solução precisa fazer sentido.

Esteja atento ao português

A redação dissertativa precisa ser escrita com base na norma culta da língua portuguesa.

Ou seja, além de não poder usar gírias e outros dialetos, também é preciso seguir com exatidão as regras gramaticais.

Portanto, preste muita atenção na hora de escrever. 

Se você tiver dúvidas com relação à grafia de uma palavra, por exemplo, não arrisque. 

Pense em um sinônimo para substituí-la.

Revise e transcreva seu texto

Muitas vezes, quando escrevemos, estamos tão focados nas ideias que não conseguimos identificar os erros de português.

Por isso, a etapa de revisão é extremamente importante.

Após finalizar o texto, você deve ler e reler quantas vezes forem necessárias, procurando falhas.

E não só as relacionadas à língua portuguesa. Você precisa ainda ver se existem lacunas quanto à lógica da tese.

Depois de verificar e corrigir o que for preciso, aí sim, é hora de transcrever o texto.

Faça sempre um rascunho primeiro e só passe a limpo ao final. 

Exemplo de redação dissertativa

Nada melhor do que ver exemplos para se inspirar, não é mesmo?

E uma excelente oportunidade para aprender a fazer uma boa dissertação é ler as redações dos candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

No início deste artigo, usamos uma frase sobre violência contra a mulher para explicar a importância de aplicar os argumentos e de não usar a primeira pessoa do singular.

Esse assunto foi tema da redação da edição de 2015 do Enem: "A Persistência da Violência contra a Mulher na Sociedade Brasileira".

Dos 5.631.606 textos corrigidos, 104 obtiveram nota máxima, de 1.000 pontos. 

Um deles é o da Cecília Maria Lima Leite, que foi publicado, além de outros, no portal G1

Confira um trecho da redação:

“Historicamente, o papel feminino nas sociedades ocidentais foi subjugado aos interesses masculinos e tal paradigma só começou a ser contestado em meados do século XX, tendo a francesa Simone de Beauvoir como expoente. Conquanto tenham sido obtidos avanços no que se refere aos direitos civis, a violência contra a mulher é uma problemática persistente no Brasil, uma vez que ela se dá- na maioria das vezes- no ambiente doméstico. Essa situação dificulta as denúncias contra os agressores, pois muitas mulheres temem expor questões que acreditam ser de ordem particular.

Com efeito, ao longo das últimas décadas, a participação feminina ganhou destaque nas representações políticas e no mercado de trabalho. As relações na vida privada, contudo, ainda obedecem a uma lógica sexista em algumas famílias. Nesse contexto, a agressão parte de um pai, irmão, marido ou filho; condição de parentesco essa que desencoraja a vítima a prestar queixas, visto que há um vínculo institucional e afetivo que ela teme romper.”

Conclusão

Depois de todas essas dicas, ficou mais fácil saber como fazer uma redação dissertativa, não é mesmo?

Mas, para encerrar o artigo, aqui vão mais duas recomendações.

A primeira é: treine bastante. 

A prática é fundamental para aperfeiçoar a escrita. Por isso, crie o hábito de escrever e mantenha uma boa frequência do exercício.

A outra é: leia muito. 

A leitura, além de estimular o cérebro, é ótima para ampliar seu vocabulário e conhecimento. Assim, fica mais fácil ter argumentos para incluir no seu texto.

Inclusive, se você vai fazer o Enem, vale ficar bem antenado no que acontece no Brasil e no mundo.

Isso porque os temas da redação do exame costumam abordar assuntos atuais.

E, então, gostou deste artigo? Que tal ver outros no nosso blog? Preparamos vários conteúdos sobre educação e carreira. Vale a pena conferir!

Mas, antes de ir, não se esqueça de deixar o seu comentário sobre o que acabou de ler. Aproveite o espaço abaixo e escreva a sua opinião.

New call-to-action

Inscreva-se no Blog do EAD PUCPR

New call-to-action

Saiba como virar
um grande profissional:

ead pucpr
O que você achou dessa publicação?
Deixe seu comentário aqui.