recrutamento selecao o que e processos tecnicas
Se você já trabalhou alguma vez, é bem provável que tenha participado de um processo de recrutamento e seleção.

Até mesmo quem ainda não conseguiu uma oportunidade pode ter sido envolvido em um processo seletivo.

Entender como ele funciona é uma excelente maneira de obter êxito nessa etapa, sabia?

E, para quem trabalha em RH ou pretende ingressar na área, conhecer a dinâmica é tarefa imprescindível.

Então, sem mais delongas, vamos ao assunto.

O que é recrutamento e seleção?

Recrutamento e seleção é o nome dado ao processo de contratação de novos profissionais. Ele envolve diversas etapas, dentre elas a de entrevista, que é uma das principais, para avaliar se o candidato à vaga atende aos requisitos da função e está alinhado à cultura da empresa. 

Qual a importância do processo de recrutamento e seleção?

O capital intelectual das empresas, ou seja, os trabalhadores, são os grandes responsáveis pelo sucesso das organizações.

Afinal, ainda que a tecnologia tenha assumido um papel significativo nos resultados, é preciso de gente para manuseá-las e garantir que alcancem o desempenho desejado.

E não é só isso.

São as pessoas que contribuem com ideias, encontram soluções para os problemas e tomam as decisões necessárias.

Por essa razão, contar com profissionais competentes e, sobretudo, éticos, tem impacto positivo sobre o êxito da empresa.

E o processo de recrutamento e seleção é responsável por escolher as pessoas de alto rendimento e que farão a diferença na organização.

Quais são os benefícios do processo de recrutamento e seleção?

Ao entender a importância do processo de recrutamento e seleção, fica fácil notar os benefícios.

Confira só alguns deles:

Redução de custos

Conduzir um processo seletivo consome tempo e, consequentemente, dinheiro.

Segundo uma publicação da Reachr, as empresas gastam cerca de 52,5 horas para contratar um novo profissional.

Em valores, isso representa algo em torno de R$ 2.404,63.

Mas, quando a seleção de um talento é mal sucedida, o preço pode ser muito mais alto.

Estima-se que as organizações desperdicem US$ 19,8 bilhões em contratações ruins.

Por essa razão, quando se tem um processo de recrutamento e seleção bem estruturado, as chances de sucesso são melhores.

E, dessa forma, os custos tendem a ser mais baixos.

Diminuição do turnover

Turnover é o nome dado à rotatividade de funcionários nas empresas.

Ou seja, o fluxo de entrada e saída de profissionais.

Você já viu, portanto, o investimento necessário para um processo seletivo.

Agora imagina ter que contratar novos talentos o tempo todo para as mesmas posições.

É inviável, não é mesmo?

O processo de recrutamento e seleção ajuda a diminuir o turnover.

Isso porque as etapas aplicadas contribuem para que o profissional contratado seja o mais compatível às exigências da vaga.

Assim, o risco de ele ter uma baixa performance ou deixar a organização para trabalhar em outro lugar é menor.

Fortalecimento da cultura organizacional

Quando nos referimos à cultura organizacional, dizemos sobre os valores praticados internamente e a atmosfera do ambiente de trabalho.

Uma empresa que pratica a colaboração, por exemplo, requer profissionais que gostem de trabalhar em equipe.

Dessa forma, é bem provável também que essa característica tenha interferência no clima. 

Assim, é papel do profissional de recrutamento e seleção avaliar se o candidato tem os mesmos princípios da organização.

Quando este alinhamento acontece, os dois lados ganham.

A empresa, porque contrata alguém que segue a sua filosofia.

E o profissional, que se sente realizado por trabalhar em um lugar que está de acordo com o seu propósito.

Quem são os profissionais envolvidos nesse trabalho?

recrutamento selecao quem sao profissionais envolvidos nesse trabalho
Você deve ter percebido no tópico anterior que usamos o termo “profissional de recrutamento e seleção” para designar o responsável pelo trabalho.

A verdade é que existem diferentes perfis que executam o processo. 

Por isso, embora seja uma forma de expressão, não é certo limitarmos o trabalho apenas ao “recrutador”.

Cada profissional envolvido exerce uma função específica. Veja só:

Recrutador

O recrutador é o profissional responsável por atrair novos talentos.

É ele quem “vende” a empresa e a vaga, com o intuito de despertar o interesse para o trabalho em determinada organização. 

Headhunter

O headhunter tem o papel parecido com o do recrutador, mas a atuação dele é mais exclusiva.

O profissional, geralmente, tem a missão de preencher vagas estratégicas, como posições de liderança.

Business Partner

O profissional chamado de Business Partner, por sua vez, é uma espécie de consultor interno.

Isso porque ele trabalha bem próximo da diretoria para estabelecer as vagas e critérios necessários para as contratações.

Analista

Já o analista é o braço operacional do processo de recrutamento e seleção.

Ele apoia os demais profissionais em suas tarefas e contribui com a realização de atividades mais funcionais, como organizar os currículos e marcar as entrevistas.

Psicólogo

Por fim, o psicólogo, que tem o compromisso de participar das entrevistas e testes com o objetivo de fazer uma avaliação comportamental do candidato.

Além de ajudar a encontrar o profissional mais adequado à empresa e à vaga, ele também é capaz de identificar desvios de conduta que possam ser prejudiciais no ambiente de trabalho.

Como executar o processo de recrutamento e seleção?

Agora que você já sabe o que é o processo de recrutamento e seleção e conhece os principais benefícios e profissionais envolvidos, é hora de pularmos para a próxima etapa: a execução.

O que faz a área de Recrutamento e Seleção?

Antes de colocar a mão na massa, você precisa ter clareza quanto às atividades da área de Recrutamento e Seleção.

Então, saiba que é papel do departamento iniciar o processo seletivo, acompanhá-lo durante todas as etapas e fazer o encerramento depois da admissão.

Em outras palavras, a área de R&S é responsável por atrair os talentos, filtrar os candidatos, selecionar o profissional e efetivar a contratação dele. 

Para isso, algumas técnicas são aplicadas.

Veja a seguir.

Quais são as técnicas de recrutamento e seleção?

Cada empresa pode estabelecer seu próprio fluxo de recrutamento e seleção, considerando todas as técnicas listadas abaixo, apenas algumas ou, ainda, com outras adicionais.

Mas, no geral, os métodos são:

  • Divulgação da vaga: consiste em comunicar a abertura da vaga em diferentes canais, a fim de atrair candidatos interessados
  • Triagem de currículos: pode ser uma tarefa automatizada ou não, e diz respeito ao trabalho de filtrar os currículos mais compatíveis à vaga em questão
  • Entrevista por telefone: o primeiro contato pode ser feito por telefone para entender se o profissional é um candidato potencial para o cargo
  • Dinâmicas de grupo: são atividades aplicadas a um grupo de pessoas (os candidatos, no caso) para avaliar aspectos diversos, sobretudo comportamentais
  • Análise comportamental: pode ser feita individualmente ou de forma coletiva para identificar as competências socioemocionais dos candidatos
  • Teste de conhecimento técnico: é uma espécie de prova que avalia o domínio das habilidades técnicas que a função exige
  • Solução de case: esta técnica simula uma situação para analisar como o candidato se sairia no caso de um cenário real parecido
  • Entrevista individual: depois da entrevista por telefone e das demais etapas de avaliação (se houver), é marcada uma conversa (até mais de uma) presencialmente
  • Proposta: após selecionar o profissional para ocupar o cargo, é chegado o momento de fazer uma proposta formal com todas as condições estabelecidas para a vaga
  • Contratação: trata-se da entrega de documentos e assinatura do contrato de trabalho e outros termos relacionados
  • Integração: também parte importante do processo, baseia-se no acolhimento do novo funcionário na empresa e função.

Quais são os tipos de recrutamento e seleção?

Até aqui, falamos do processo de recrutamento e seleção de uma forma geral.

Agora, vale entrarmos no detalhe sobre os tipos existentes:

  • Externo: é o processo seletivo aberto apenas ao público externo. Ou seja, para os profissionais que não fazem parte da empresa
  • Interno: é o oposto do externo. Nele, somente os funcionários da organização podem concorrer às vagas abertas
  • Misto: é a junção do externo e do interno. Isso significa que profissionais do mercado e funcionários participam do processo seletivo
  • Online: o processo é conduzido de forma remota, por meio da internet. É bastante comum para a seleção de profissionais que moram em outros estados ou países
  • Às cegas: esta tática consiste em fazer a seleção dos candidatos, principalmente na fase da triagem de currículos, sem considerar informações como gênero, idade e raça, por exemplo.

Quais são as últimas tendências em recrutamento e seleção?

recrutamento selecao quais sao ultimas tendencias
A tecnologia tem transformado todo o mercado de trabalho.

A área de Recrutamento e Seleção também tem mudado bastante com as novas ferramentas e possibilidades.

A ideia é que, nos próximos anos, os processos sejam cada vez mais automatizados.

E, como consequência, ainda mais estratégicos.

O futuro do recrutamento e seleção

O futuro do recrutamento e seleção vislumbra duas tecnologias potenciais: People Analytics e Inteligência Artificial.

A primeira delas está relacionada ao uso de dados para melhorar a assertividade na escolha dos profissionais.

Com base nas informações registradas e analisadas sobre funcionários atuais e ex-colaboradores, por exemplo, é possível identificar com mais clareza as características que são essenciais para a empresa fazer novas contratações.

Já a Inteligência Artificial pode ser usada em várias situações.

A triagem de currículos e a avaliação comportamental são dois casos de aplicação que facilitam (e muito!) o processo de recrutamento e seleção.

Afinal, como contratar a pessoa certa para uma vaga?

Seria ótimo se existisse uma espécie de detector que soasse um alarme sempre que estivesse próximo do candidato certo, não é mesmo?

Bem, a tecnologia ainda não alcançou esse patamar.

Por enquanto, a decisão fica por conta das avaliações feitas pelos profissionais de recrutamento e seleção.

Sendo assim, é indispensável ser muito atencioso, cuidado e criterioso em todas as fases do processo seletivo.

Fazer as perguntas certas durante a entrevista ajuda a conhecer melhor o candidato.

Vale ainda explicar detalhadamente todas as informações sobre a vaga e a empresa.

Assim, o próprio candidato é capaz de analisar se a oportunidade é condizente com o que ele busca.

E, antes de sair procurando profissionais no mercado, tenha a certeza de que você tem todas as informações de que precisa em mãos.

Como um processo de R&S estruturado pode oferecer uma gestão de pessoas estratégica?

O processo de recrutamento e seleção é válido para profissionais de todos os níveis.

Portanto, líderes também são submetidos a ele.

Quando as etapas são bem estruturadas e há compreensão das diretrizes organizacionais, a contratação de profissionais para os cargos gerenciais torna-se mais assertiva.

E como os gestores são os grandes responsáveis por disseminar a cultura entre as equipes e estimular a motivação e a produtividade, pode-se afirmar que o processo de R&S está diretamente ligado à gestão de pessoas estratégica.

Como estruturar sua área de R&S

Se a sua empresa ainda não tem uma área de Recrutamento e Seleção, é preciso investir na criação dela para colher todos os frutos dos processos estruturados e estratégicos.

Mas, antes, analise a demanda de contratações do seu negócio.

Para formar um departamento específico para esse trabalho, é importante ter um volume alto de seleções.

Depois disso, defina os procedimentos e métodos que serão usados. 

Nesta etapa, você pode estabelecer ainda se haverá uso de alguma tecnologia.

Por último, monte a equipe para atuar na área.

A partir daí, o processo será constante, e as etapas anteriores, que envolvem metodologias e ferramentas, poderão ser revistas periodicamente.

Como trabalhar com recrutamento e seleção?

recrutamento selecao como trabalhar com
Ficou interessado no trabalho de recrutamento e seleção e pensa em se tornar um profissional nessa área?

Então, saiba o que fazer a seguir.

Formação acadêmica

O primeiro passo para atuar com R&S é fazer um curso de graduação. 

O mais indicado é o de Gestão em Recursos Humanos

Afinal, a formação é voltada para atuar com gestão de pessoas e tudo o que envolve essa atividade.

No entanto, o profissional também pode seguir por cursos mais abrangentes como o de Administração.

E tem ainda as formações específicas, como é o caso da Psicologia.

Especializações

Para tornar-se um profissional de destaque nessa área, vale ainda recorrer às especializações.

Nesse caso, pode ser uma pós-graduação ou MBA.

Onde estudar Recursos Humanos?

Iniciar a carreira em RH com o pé direito requer uma formação acadêmica qualificada.

Por isso, você deve estudar na PUC Paraná.

O curso de Gestão em Recursos Humanos tem duração de dois anos e é oferecido na modalidade EAD.

Ou seja, além de mensalidades mais acessíveis, você tem flexibilidade para estudar em qualquer lugar e horário.

Conclusão

Após ler este artigo, ficou claro como funciona o processo e o departamento de recrutamento e seleção?

Esperamos que sim!

E, se essa for a carreira que você deseja seguir, já sabe: matricule-se na melhor instituição de ensino superior do Paraná, a PUCPR e estude a distância.

Acesse o site e saiba mais!

Gostou do artigo? Aproveite o espaço para escrever o seu comentário. 

 

New call-to-action

Inscreva-se no Blog do EAD PUCPR

New call-to-action

Saiba como virar
um grande profissional:

ead pucpr
O que você achou dessa publicação?
Deixe seu comentário aqui.