Tags: ENEM

Você sabe o que estuda a citologia? Esse é um dos assuntos que aparece de forma frequente no Enem

Biologia é uma das matérias cobradas na prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, junto com física e química. Ao todo, são 45 questões, e a estimativa é que pelo menos 10 sejam do campo da biologia. 

A citologia, área de estudo das células, é um dos temas que costuma aparecer em todas as edições do Enem. Sendo assim, é essencial dar uma atenção ao assunto na hora de estudar. 

Não sabe por onde começar? Neste artigo, explicamos tudo sobre citologia e como o tema é cobrado no Enem. Fique conosco!

Confira:
O que mais cai no Enem em biologia
O que é citologia 
Tipos de células 
A diferença entre as células animais e vegetais 
Como a citologia é cobrada no Enem
Questões de citologia do Enem para você praticar 
Conclusão 

o que estuda a citologia - pessoa analisando amostra no microscópio

O que mais cai no Enem em biologia 

A biologia é a ciência que estuda todos os organismos vivos e o espaço como um todo. Sendo assim, entender as diferentes relações dos seres vivos com o meio ambiente é o foco dessa matéria.

Abaixo, apresentamos os principais conteúdos de biologia cobrados no Enem:

Ecologia e Meio Ambiente

Um dos assuntos mais cobrados em biologia no Enem é a parte de ecologia e meio ambiente. Esse é um dos temas preferidos do exame!

Dentro desse tópico, vale dar atenção a temas como cadeia alimentar, comunidade, ecossistema, nicho ecológico e fases dos ciclos biogeoquímicos — do carbono, da água e do oxigênio. 

É interessante também revisar os impactos da atividade humana no meio ambiente, incluindo questões como desmatamento, aquecimento global e sustentabilidade. 

Saúde: parasitas, vírus e doenças

O assunto saúde nunca esteve tão em pauta quanto nos últimos anos, especialmente pela pandemia da Covid-19. Dessa forma, a imunologia é um dos conceitos que os alunos precisam estudar para se preparar para o Enem. 

Além da Covid-19, existem outras doenças virais que merecem sua atenção na hora dos estudos: dengue, Zika Vírus, febre amarela, aids, malária e doença de chagas são algumas delas. 

Nesse tópico, também vale reforçar seus conhecimentos no ramo das parasitoses, especialidade da biologia que estuda os parasitas.

Citologia

A citologia é o ramo da biologia que estuda as células, suas funções e sua importância na constituição dos seres vivos. Seu objetivo é compreender o ciclo de vida destes seres.

A seguir, neste artigo, trazemos mais explicações sobre esse tópico da biologia!

Anatomia e fisiologia

A anatomia é um ramo da biologia que estuda as estruturas do corpo. Já a fisiologia, faz o papel de explicar o funcionamento dessas estruturas. Essas áreas estão interligadas, pois conhecer uma estrutura e sua função é fundamental para compreender o funcionamento do corpo de um ser vivo.

Genética

Em relação aos estudos de genética, o foco é conhecer a estrutura do DNA e compreender os seguintes conceitos:

  • cromossomos;
  • genes;
  • alelos;
  • genótipos;
  • fenótipos;
  • hereditariedade.

Evolução

A evolução é a mudança das características hereditárias de uma população de seres vivos de uma geração para outra. Existem diversas teorias e conceitos que buscam explicar essas transformações. 

Na hora dos estudos, vale revisar as teorias de Lamarck e de Darwin, os conceitos de irradiação e convergência adaptativa, a deriva genética e o neodarwinismo.

Baixe agora mesmo 100 questões do ENEM e comece a estudar!

O que é citologia 

Citologia é a parte da biologia que se dedica ao estudo das células, suas estruturas e metabolismo. É uma área de estudos muito importante por ser a base de quase todo o conhecimento que há sobre o funcionamento dos organismos vivos.

O nascimento da citologia está relacionado com a invenção do microscópio. Em 1663, Robert Hooke cortou um pedaço de cortiça e a observou ao microscópio. Ele notou que existiam compartimentos, os quais ele denominou de células. 

Foi a partir dessa descoberta que a citologia começou a desenvolver-se como ciência. 

Assim, estabeleceu-se a Teoria Celular, que apresenta importantes princípios para o estudo da citologia. São eles:

  1. Todos os seres vivos são constituídos por células;
  2. As atividades essenciais que caracterizam a vida ocorrem no interior das células;
  3. Novas células se formam pela divisão de células preexistentes através da divisão celular;
  4. A célula é a menor unidade da vida.

A composição de uma célula

As principais partes da célula eucariótica são: membrana plasmática, citoplasma e núcleo celular.

Conheça mais sobre cada uma dessas estruturas:

Membrana plasmática

A membrana plasmática é uma película que encobre e protege a célula.

Sua função é proteger as estruturas celulares e delimitar quais são intracelulares ou extracelulares. 

Além disso, outra característica importante da membrana plasmática é o transporte de substâncias. Sua permeabilidade seletiva regula a entrada e a saída de substâncias pequenas e bloqueia a passagem de substâncias grandes.

Citoplasma

O citoplasma é uma região delimitada pela membrana plasmática. É onde se encontram o núcleo e as organelas (estruturas que funcionam como pequenos órgãos da célula). 

Existem diversas organelas no citoplasma, as principais são:

  • Centríolos: pequenas estruturas que participam da divisão celular. Os centríolos também produzem os cílios e os flagelos; 
  • Plastos: estruturas membranosas encontradas apenas nas células vegetais, disponíveis nas células como cloroplastos, leucoplastos e cromoplastos; 
  • Complexo de Golgi: formado por várias unidades (dictiossomos) e apresenta diversas funções como auxílio no processo de excreção da célula e formação dos lisossomos; 
  • Lisossomos: são encontrados apenas nas células animais e exercem a função de digestão celular;
  • Mitocôndrias: liberam energia necessária para o trabalho celular; 
  • Peroxissomos: liberam enzimas que destroem as moléculas tóxicas;
  • Retículo endoplasmático liso: formado por membrana lipoprotéicas, essa estrutura desenvolve várias funções como facilitação das reações enzimáticas, transporte e armazenamento de substâncias; 
  • Retículo endoplasmático rugoso: desempenha as mesmas funções do retículo liso, além de ser composto por ribossomos; 
  • Ribossomos: produzem as proteínas; 
  • Vacúolos digestivos: resultados da fusão de fagossomos com os lisossomos; 
  • Vacúolos pulsáteis ou contráteis: realizam a osmorregulação (controle das concentrações de sais nas células);
  • Vacúolos de suco celular ou armazenamento: encontrado geralmente nas células vegetais, essas estruturas saculiformes desempenham funções como armazenamento de substâncias, controle osmótico e manutenção do pH celular.

Núcleo celular

O núcleo é considerado o cérebro da célula. Ele abriga o material genético (DNA) dos organismos unicelulares (uma célula) e multicelulares (mais que uma célula). Também é o lugar onde acontece a reprodução celular.

Tipos de células 

As células podem ser divididas em dois tipos: procariontes e eucariontes.

A célula procarionte se caracteriza pela ausência de carioteca delimitando o núcleo celular. Ou seja, o núcleo da célula procarionte não é individualizado.

Assim, podemos dizer que as células procariontes são as mais primitivas e possuem estruturas celulares mais simples. Esse tipo celular pode ser encontrado nas bactérias.

As células eucariontes já são mais complexas. Essas possuem carioteca individualizando o núcleo, além de vários tipos de organelas. As células animais e vegetais são do tipo eucarionte. 

o que estuda a citologia - duas crianças diante de quadro branco observando as estruturas de uma célula desenhada no quadro

A diferença entre as células animais e vegetais

A principal diferença entre as células animais e vegetais está na presença e na ausência de algumas estruturas celulares em cada uma delas.

As células vegetais têm presença de parede celular, plastos, vacúolos de suco celular e glioxissomos. Já nas células animais, essas estruturas estão ausentes. 

Além disso, nas células animais encontramos lisossomos, os quais estão ausentes na célula vegetal

Confira as estruturas presentes e ausentes em cada das células:

Estrutura Celular

Célula Vegetal

Célula Animal

Membrana plasmática

Presente

Presente

Parede celular

Presente

Ausente

Núcleo

Presente

Presente

Ribossomo

Presente

Presente

Retículo endoplasmático agranular e granuloso

Presente

Presente

Complexo de Golgi

Presente

Presente

Peroxissomo

Presente

Presente

Mitocôndria

Presente

Presente

Lisossomo

Ausente

Presente

Centríolos

Presente em apenas em alguns grupos (briófitas e pteridófitas)

Presente

Plastos

Presente

Ausente

Vacúolo de suco celular

Presente

Ausente

Glioxissomos

Presente

Ausente

Como a citologia é cobrada no Enem 

A citologia é um ramo da biologia repleto de conceitos. É possível que só de ler os nomes de todas as estruturas das células você já esteja se perguntando: vou ter que decorar tudo isso? Não exatamente!

O Enem não é uma prova de decoreba, assim é pouco provável que você se depare com uma questão como “qual a função do Complexo de Golgi?”. 

O que o Enem avalia é a capacidade dos estudantes aplicarem os principais conceitos relacionados à área de estudos em seu dia a dia. Dessa forma, o principal ao estudar citologia não é decorar o nome de todas as estruturas, mas compreender de forma plena como essas estruturas impactam no funcionamento dos organismos e naquilo que nos cerca.  

Além disso, é bem possível que você encontre mais de um conteúdo na mesma questão. Por exemplo: uma questão que envolve citologia e fisiologia humana. 

No Enem, as áreas de estudos se relacionam. Sendo assim, é fundamental que o aluno compreenda as relações existentes entre todos os conceitos e não apenas decore mecanicamente o que é cada um. 

o que estuda a citologia - mulher escrevendo em caderno

Questões de citologia para você praticar 

Agora que você já sabe o que estuda a citologia, é hora de praticar! Confira algumas questões do Enem que abordam a temática:

1 - (Enem 2020 PPL) Na tentativa de explicar o processo evolutivo dos seres humanos, em 1981, Lynn Margulis propôs a teoria endossimbiótica, após ter observado que duas organelas celulares se assemelhavam a bactérias em tamanho, forma, genética e bioquímica. Acredita-se que tais organelas são descendentes de organismos procariontes que foram capturados por alguma célula, vivendo em simbiose. Tais organelas são as mitocôndrias e os cloroplastos, que podem se multiplicar dentro da célula.

A multiplicação dessas organelas deve-se ao fato de apresentarem

A) DNA próprio.
B) ribossomos próprios.
C) membrana duplicada.
D) código genético diferenciado.
E) maquinaria de reparo do DNA.

2 - (Enem 2018) O nível metabólico de uma célula pode ser determinado pela taxa de síntese de RNAs e proteínas, processos dependentes de energia. Essa diferença na taxa de síntese de biomoléculas é refletida na abundância e características morfológicas dos componentes celulares. Em uma empresa de produção de hormônios proteicos a partir do cultivo de células animais, um pesquisador deseja selecionar uma linhagem com o metabolismo de síntese mais elevado, dentre as cinco esquematizadas na figura.

enem-questao

Qual linhagem deve ser escolhida pelo pesquisador?

A) I
B) II
C) III
D) IV
E) V

3 - (Enem 2017 PPL) Os sapos passam por uma metamorfose completa. Os girinos apresentam cauda e brânquias externas, mas não têm pernas. Com o crescimento e desenvolvimento do girino, as brânquias desaparecem, as pernas surgem e a cauda encolhe. Posteriormente, a cauda desaparece por apoptose ou morte celular programada, regulada por genes, resultando num sapo adulto jovem.

A organela citoplasmática envolvida diretamente no desaparecimento da cauda é o

A) ribossomo.
B) lisossomo.
C) peroxissomo.
D) complexo golgiense.
E) retículo endoplasmático.

4 -  (Enem 2017) Pesquisadores conseguiram estimular a absorção de energia luminosa em plantas graças ao uso de nanotubos de carbono. Para isso, nanotubos de carbono “se inseriram” no interior dos cloroplastos por uma montagem espontânea, através das membranas dos cloroplastos. Pigmentos da planta absorvem as radiações luminosas, os elétrons são “excitados” e se deslocam no interior de membranas dos cloroplastos, e a planta utiliza em seguida essa energia elétrica para a fabricação de açúcares.

Os nanotubos de carbono podem absorver comprimentos de onda habitualmente não utilizados pelos cloroplastos, e os pesquisadores tiveram a ideia de utilizá-los como “antenas”, estimulando a conversão de energia solar pelos cloroplastos, com o aumento do transporte de elétrons.

Nanotubos de carbono incrementam a fotossíntese de plantas. Disponível em: http://lqes.iqm.unicamp.br. Acesso em: 14 nov. 2014 (adaptado).

O aumento da eficiência fotossintética ocorreu pelo fato de os nanotubos de carbono promoverem diretamente a

A) utilização de água.
B) absorção de fótons.
C) formação de gás oxigênio.
D) proliferação dos cloroplastos.
E) captação de dióxido de carbono.

5 - (Enem 2016) As proteínas de uma célula eucariótica possuem peptídeos sinais, que são sequências de aminoácidos responsáveis pelo seu endereçamento para as diferentes organelas, de acordo com suas funções. Um pesquisador desenvolveu uma nanopartícula capaz de carregar proteínas para dentro de tipos celulares específicos. Agora ele quer saber se uma nanopartícula carregada com uma proteína bloqueadora do ciclo de Krebs in vitro é capaz de exercer sua atividade em uma célula cancerosa, podendo cortar o aporte energético e destruir essas células.

Ao escolher essa proteína bloqueadora para carregar as nanopartículas, o pesquisador deve levar em conta um peptídeo sinal de endereçamento para qual organela?

A) Núcleo.
B) Mitocôndria.
C) Peroxissomo.
D) Complexo golgiense.
E) Retículo endoplasmático.

6 - (Enem 2016 PPL) O paclitaxel é um triterpeno poli-hidroxilado que foi originalmente isolado da casca de Taxus brevifolia, árvore de crescimento lento e em risco de extinção, mas agora é obtido por rota química semissintética. Esse fármaco é utilizado como agente quimioterápico no tratamento de tumores de ovário, mama e pulmão. Seu mecanismo de ação antitumoral envolve sua ligação à tubulina interferindo com a função dos microtúbulos.

KRETZER, I. F. Terapia antitumoral combinada de derivados do paclitaxel e etoposídeo associados à nanoemulsão lipídica rica em colesterol - LDE. Disponível em: www.teses.usp.br. Acesso em: 29 fev. 2012 (adaptado).

De acordo com a ação antitumoral descrita, que função celular é diretamente afetada pelo paclitaxel?

A) Divisão celular.
B) Transporte passivo.
C) Equilíbrio osmótico.
D) Geração de energia.
E) Síntese de proteínas.

Gabarito: 1 - A, 2 - D, 3 - B, 4 - B, 5 - B, 6 - A

Conclusão 

Neste artigo, explicamos o que estuda a citologia e como está conteúdo é cobrado do Enem. Se você gostou desse artigo e quer saber mais sobre como se preparar o exame, confira outros textos do EAD PUCPR:

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se.

Inscreva-se no Blog do EAD PUCPR

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se.

Modelo de currículo para
conquistar a vaga dos sonhos:

New call-to-action
O que você achou dessa publicação?
Deixe seu comentário aqui.