Tags: Ensino Superior

Ao entrar na graduação, nos deparamos com uma série de atividades que são obrigatórias para alcançar o diploma. TCC, carga horária eletiva e as famosas horas complementares são algumas delas.

As horas complementares — também chamadas de atividades extracurriculares — têm como principal objetivo ampliar a visão escolar do estudante sobre sua área de atuação.

Elas foram instituídas pelo MEC (Ministério da Educação) e fazem parte da carga horária obrigatória que deve ser cumprida ao longo do curso.

Ou seja, sem a quantidade mínima de horas complementares, você não pode se formar.

Você sabe como conseguir horas complementares para concluir o seu curso? Se você tem dúvidas, este artigo é para você. Aqui, falaremos tudo sobre as horas complementares. Fique conosco!

Aqui você vai conferir:
O que são as horas complementares
É obrigatório fazer horas complementares na graduação?
O que acontece se eu não fizer as horas complementares?
Como conseguir horas complementares para terminar meu curso?

Conheça as graduações EAD com 2 anos de duração da PUCPR

O que são as horas complementares

As horas complementares são atividades obrigatórias instituídas pelo MEC.

Ou seja, todas as universidades têm carga horária complementar prevista na grade curricular dos seus cursos, sendo pré-requisito para todos os estudantes alcançarem o diploma.

O objetivo das atividades complementares é enriquecer o aprendizado e a formação acadêmica, profissional e social do estudante.

Através dessas atividades, é possível ter experiências para além da sala de aula, complementando e expandindo o conhecimento.

Para isso, as atividades complementares devem ser realizadas paralelamente às outras atividades do curso. Assim, as horas complementares podem ser obtidas de diferentes maneiras, como cursos online, palestras, estágios, entre outros exemplos.

Confira abaixo uma lista de atividades que podem ser usadas como horas complementares:

  • Disciplinas extracurriculares oferecidas pelo curso;
  • Disciplinas extracurriculares, pertencentes a outros cursos da instituição ou de outras IES, em áreas afins;
  • Projetos de pesquisa ou iniciação científica;
  • Programas de extensão;
  • Cursos de extensão na área de interesse do curso ou de atualização cultural ou científica;
  • Monitorias;
  • Eventos diversos na área do curso;
  • Assistência a defesas de monografias, de dissertações de mestrado ou teses de doutorado, na área do curso;
  • Cursos de idiomas;
  • Cursos na área da computação e da informática;
  • Estágios extracurriculares;
  • Participação em atividades de voluntariado;
  • Cursos de capacitação online e presenciais;
  • Seminários, painéis e outros eventos acadêmicos;
  • Participação em atividades de fortalecimento ou de atualização de conteúdos estudados em nível médio;
  • Participação em congressos e outros eventos promovidos pelos órgãos de representação estudantil;
  • Participação em atividades extracurriculares de empresa júnior ou similar.

>>> Leia também: Ensino superior completo: quais os benefícios de quem conclui uma graduação?

É obrigatório fazer horas complementares na graduação?

Horas complementares - jovem alegre em sala de aula

Sim, é obrigatório cumprir horas complementares nos cursos de graduação, de acordo com o MEC.

Contudo, cada universidade determina seu próprio limite de horas complementares, de acordo com Resolução CES/CNE nº 2/2007. Segundo esse resolução:

“Os estágios e atividades complementares dos cursos de graduação, bacharelados, na modalidade presencial, não deverão exceder a 20% (vinte por cento) da carga horária total do curso, salvo nos casos de determinações legais em contrário”.

Ou seja, a instituição de ensino tem liberdade para definir a carga horária de horas completares, o único porém é que essas atividades não deverão exceder a 20% da carga horária total do curso.

>>> Leia mais: O que é o tripé ensino, pesquisa e extensão, tão falado na universidade?

O que acontece se eu não fizer as horas complementares?

O estudante não obtém o diploma. Afinal, o cumprimento das horas complementares é pré-requisito obrigatório para concluir o curso.

>>> Leia mais: Posso fazer um estágio home office? Tire todas as suas dúvidas!

Como conseguir horas complementares para terminar meu curso?

Para não ficar corrido, o ideal é começar a fazer atividades complementares logo no começo do curso.

Contudo, sabemos que nem sempre é possível adiantar essas atividades. Se você está na reta final da sua graduação e em dúvida sobre como cumprir a carga horária complementar, trazemos algumas dicas de atividades que podem ajudá-lo:

Cursos online

Os cursos online são opções práticas para cumprir as horas complementares. Como são conduzidos a distância, você decide quando e de onde acompanhar as aulas, o que dá mais flexibilidade para os estudos.

Confira uma lista de sites para realizar cursos online gratuitos:

Monitorias

Outra ótima opção de atividade extracurricular é a monitoria.

Por meio dela, você pode auxiliar os estudantes de outros semestres em determinadas disciplinas. Ou seja, ao mesmo tempo que você reforça o conteúdo para si, desenvolve também habilidades interpessoais essenciais, como comunicação e empatia.

A grande vantagem das monitorias é que elas podem ser feitas justamente dentro da faculdade, o que torna mais fácil de encaixar na rotina.

Para ficar por dentro das opções de monitoria da sua graduação, entre em contato com a coordenação do seu curso e conheça as possibilidades.

Normalmente, o único pré-requisito é ter alcançado uma nota alta na disciplina em questão.

Horas complementares - jovem segurando livros no pátio da universidade

Estágios

O estágio é uma atividade fundamental para todos os graduandos. O que muitos não sabem, contudo, é que o estágio também pode ser aproveitado como horas complementares.

Por meio dessa experiência, você coloca em prática o que aprendeu na faculdade e desenvolve habilidades úteis para a carreira futuramente. Sendo assim, seu tempo de estágio pode ser aproveitado como carga horária complementar.

>>> Leia mais: Como conseguir uma bolsa de estudos EAD

Trabalhos voluntários

Os trabalhos voluntários permitem que os estudantes desenvolvam diversas habilidades interpessoais. É possível fazer atividades voluntárias em ONG’s, centros culturais, casas de repouso, entre outras instituições.

Havendo como comprovar, essas atividades podem ser usadas como horas complementares na faculdade.

Congressos e palestras

Outro jeito de conseguir horas complementares é participando de congressos, palestras, workshops e simpósios relacionados com a sua futura área de atuação.

Para isso, vale pesquisar os principais eventos que acontecem na sua cidade (ou em outra que você possa comparecer) e marcar na agenda. Existem eventos pagos e gratuitos.

Além de servir como atividades extracurriculares, esses eventos também são oportunidades de praticar o networking.

Grupos de pesquisa

Em sua universidade, deve haver diversos grupos de pesquisa — basta entrar em contato com o corpo acadêmico para conhecê-los

Se você se interessa pela atividade, saiba que ela é uma ótima forma de aprofundar seu conhecimento em determinado tema e também garantir horas complementares.

Gostou de conhecer mais sobre as horas complementares?

Sabia que no EAD também é obrigatório realizar essas atividades? Nos cursos a distância do EAD PUCPR, os estudantes têm flexibilidade para assistir às aulas e organizar seu tempo para as demandas extracurriculares.

O EAD PUCPR é referência no Paraná e em todo o Brasil porque apresenta cursos nas modalidades EAD e Semipresencial com a mesma qualidade de cursos presenciais.

Já pensou em se tornar nosso aluno? Transferindo seu curso para o EAD PUCPR, você ganha bolsa de 30% no primeiro semestre.

Transfira sua graduação para a instituição em que você pode confiar! Aproveite todos os benefícios de ser um estudante PUCPR.

Confira todas as condições aqui!

ead pucpr

Inscreva-se no Blog do EAD PUCPR

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

Modelo de currículo para
conquistar a vaga dos sonhos:

New call-to-action
O que você achou dessa publicação?
Deixe seu comentário aqui.