Hard skills e soft skills são termos utilizados para se referir a um conjunto de habilidades técnicas e interpessoais indispensáveis para o mercado de trabalho.

Essas competências têm um grande impacto em processos seletivos, podendo ser cruciais para um candidato ser escolhido ou não para determinada vaga. 

Quer entender mais sobre essas habilidades e como desenvolvê-las? Fique conosco e descubra tudo sobre as hard skills e soft skills mais procuradas pelas empresas!

Neste artigo, você confere:
O que significa hard skills 
O que significa soft skills 
A diferença entre hard skills e soft skills 
Exemplos de hard skills e soft skills 
As hard skills e soft skills mais procuradas pelas empresas 
Conclusão

hard-skills-e-soft-skills - dois jovens apertando as mãos no centro de uma mesa de reunião

O que significa hard skills 

Hard skills é um termo estrangeiro utilizado para denominar o conjunto de competências técnicas de um profissional. Ou seja, são aquelas habilidades que são aprendidas através de cursos, treinamentos e workshops.

Graduação, especialização, mestrado, doutorado, conhecimento em língua estrangeira e cursos técnicos são alguns dos meios de desenvolver e aperfeiçoar as hard skills.

Essas habilidades são mais fáceis de serem identificadas em um processo seletivo, afinal é possível comprová-las por meio de certificados e diplomas. 

Para exemplificar melhor, vamos imaginar um personagem fictício: Gabriel. 

Gabriel é formado em Direito e busca uma oportunidade em um escritório especializado em crimes cibernéticos. Qual seria a melhor forma de ele potencializar suas hard skills? Certamente uma pós-graduação em Direito 4.0: Direito Digital, Proteção de Dados e Cibersegurança faria diferença em seu currículo. 

Cada área vai demandar diferentes hard skills dos profissionais. Contudo, existem algumas que são exigidas por quase todos os perfis de empresa. A seguir, falaremos mais sobre elas. 

ead pucpr

O que significa soft skills 

Soft skills é um termo estrangeiro utilizado para denominar um conjunto de habilidades interpessoais indispensáveis para o mercado de trabalho. 

São competências relacionadas aos traços comportamentais de um indivíduo, englobando a forma como ele se relaciona com os outro e consigo mesmo. 

Diferentemente das competências técnicas, as soft skills são mais difíceis de comprovar, afinal são características muito mais subjetivas. 

Para exemplificar, vamos retomar nosso personagem fictício Gabriel, que é formado em Direito. 

Você acha que as habilidades técnicas proporcionadas pela graduação serão suficientes para Gabriel exercer plenamente sua profissão? Para advogar, é bem possível que ele precise de competências como boa comunicação interpessoal, alta capacidade persuasão e inteligência emocional. Todas essas habilidades são soft skills. 

Dessa forma, podemos concluir que dispor de um bom repertório técnico não é suficiente para se destacar no mercado de trabalho e exercer plenamente uma profissão. Existem diversas características subjetivas que podem fazer toda a diferença. 

É por isso que as empresas têm buscado cada vez mais por profissões que vão além das competências técnicas do cargo, observando e priorizando padrões comportamentais para tomar uma decisão. 

Na sequência, apresentaremos as soft skills mais buscadas pelas empresas. Fique conosco!

A diferença entre hard skills e soft skills 

As hard skills e soft skills são habilidades complementares. Ou seja, para um profissional se destacar é indispensável que ele conte com competências técnicas e interpessoais. 

A principal diferença entre hard e soft skills está na facilidade maior ou menor de de comprovar essas competências. 

As soft skills são habilidades mais subjetivas, que envolvem comportamento. Dessa forma, elas são mais perceptíveis após um conhecimento mais profundo de um profissional, muitas vezes através de testes psicológicos e comportamentais, em processos seletivos, ou no convívio diário para aqueles que já integram uma empresa. 

Já as hards skills, são de mais fácil constatação. Afinal, as competências técnicas podem ser comprovadas através de diplomas e certificados. 

É por isso que muitas vezes os recrutadores se apegam mais às hard skills do que as soft em um processo seletivo. 

Contudo, isso é um erro, já que nem sempre o profissional que demonstra mais conhecimento sobre determinada ferramenta ou tem um curso específico terá o melhor perfil para uma vaga.

As habilidades soft skills são aquelas que determinam o aspecto emocional das pessoas e o modo como elas reagem às situações, o que pode fazer muita diferença no dia a dia. 

De forma geral, os dois grupos de habilidades se complementam e são essenciais. Ou seja, o profissional que dominar tanto as hard quanto soft skills certamente se destaca muito mais no mercado de trabalho. 

Exemplos de hard skills e soft skills 

Abaixo, trazemos exemplos de hard e soft skills. Confira:

Exemplos de soft skills

Exemplos de hard skills

  • Conhecimento em uma língua estrangeira
  • Graduação
  • Cursos técnicos
  • Mestrados e doutorados
  • Conhecimento na operação de máquinas e ferramentas
  • Habilidades ligadas à informática.

As hard skills e soft skills mais procuradas pelas empresas

hard-skills-e-soft-skills -  mulher sentada em escadaria com o notebook apoiado nas pernas

Confira as hard e soft skills mais buscadas pelas empresas na atualidade:

Hard skills

Profissionais de diferentes áreas terão conhecimentos técnicos distintos entre si. Contudo, existem algumas hard skills que são essenciais para todos os setores. 

Abaixo, apresentamos quais são eles:

Graduação

Ter formação de nível superior vem deixando de ser um diferencial no currículo e tem se tornando uma qualificação básica para se destacar no mercado de trabalho.

Atualmente, essa é a hard skill mais requisitada nos processos seletivos, podendo garantir melhores posições de emprego e salário mais atrativos. 

Segundo o relatório Education at a Glance, da OCDE, de 2019, um residente brasileiro formado no ensino superior ganha, em média, mais que o dobro (140%) de quem só cursou o ensino médio. 

Além disso, entrar na faculdade não é algo tão desafiador quanto há alguns anos atrás.

Com ensino a distância, muitos estudantes podem conciliar estudos e trabalho, contando com mensalidades que cabem no bolso e toda a flexibilidade de horários que o EAD oferece. 

Todas essas variáveis tornam os conhecimentos oriundos de uma graduação as hard skills mais valorizadas na atualidade. 

Pós-graduação

As habilidades fornecidas por uma pós-graduação também são hard skills muito valorizadas no mercado de trabalho. 

Atualmente, existem dois tipos de pós-graduação: lato sensu e stricto sensu.  

As pós-graduações lato sensu compreendem programas de especialização e incluem os cursos designados como MBA (Master Business Administration). Já as stricto sensu se referem aos programas de mestrado e doutorado.

Em 2019, a 54ª edição da Pesquisa Salarial, levantamento realizado pela Catho Educação, mostrou que 70% das vagas estratégicas solicitavam profissionais com pós-graduação.  

Além disso, a pesquisa também apontou que pessoas com pós-graduação ou MBA têm 47,2%  mais chance de receber salários mais altos do que aquelas que não têm a formação.  

Ou seja, é mais uma hard skill crucial para se destacar e conseguir as melhores posições de trabalho.

Idiomas

Dominar idiomas estrangeiros, especialmente o inglês, é outra hard skill muito requisitada pelas empresas. 

Com a globalização e as novas tecnologias, saber um idioma estrangeiro se tornou uma necessidade para quase todas as áreas. 

Sendo assim, essa é mais uma hard skill indispensável para se destacar no mercado de trabalho. 

Conhecimento do pacote office

Atualmente, é difícil encontrar alguma empresa que não utilize as ferramentas do pacote office em seus processos, seja para fazer apresentações, planilhas ou relatórios.

Por isso, dominar essas ferramentas é essencial para todas as áreas profissionais.  

Ou seja, é mais uma hard skill que atravessa todas as profissões e áreas do conhecimento. 

Soft Skills

Abaixo, apresentamos as soft skills mais procuradas pelas empresas Confira:

Proatividade

Não importa qual seja sua área de atuação, ser proativo é uma qualidade imprescindível para todos os profissionais.  

As pessoas proativas estão sempre em busca de formas de trazer melhores resultados para a empresa, indo além daquilo que está relacionado à sua pauta para isso. 

Esses profissionais não esperam ser demandados e mostram muita autonomia para tomar atitudes e encontrar soluções para os problemas que surgem. 

A proatividade é uma característica essencial para se destacar no ambiente de trabalho, conquistar cargos mais altos e até mesmo melhores salários. 

Trabalhar essa habilidade certamente trará muitos benefícios para sua carreira!

Capacidade de trabalhar sob pressão

Independentemente do tipo de empresa ou atividade realizada, momentos de pressão são inevitáveis para todos os profissionais.

Eles podem acontecer por imprevistos ou por demandas naturais do trabalho. Seja qual for o caso, saber trabalhar sob pressão é uma capacidade essencial para profissionais de todas as áreas. 

É absolutamente natural que a pressão traga estresse e ansiedade para todos os envolvidos, mas quem tem essa soft skill sabe gerenciar melhor esses sentimentos para seguir entregando bons resultados. 

Colaboração e trabalho em equipe

Saber trabalhar em equipe é uma das habilidades mais valorizadas no mercado de trabalho. 

Mesmo aqueles trabalhadores mais autônomos, que suas funções não se relacionam com outros colaboradores da empresa, devem ter a capacidade de trabalhar bem em grupo. 

Afinal, é por meio do pensamento coletivo e da tomada de decisão conjunta que nascem ideias inovadoras e disruptivas. 

Além disso, na atualidade, é muito comum que as empresas dividam seus colaboradores em times, buscando que os profissionais encontrem soluções de forma coletiva e trabalhem de maneira mais conjunta.

Portanto, desenvolver essas características de colaboração e trabalho em equipe é indispensável para o seu crescimento e desenvolvimento profissional. 

Senso de liderança

Você sonha com uma promoção ou está pensando em pedir um aumento de salário? Saiba que ter um perfil de liderança pode aumentar muito suas chances de conquistá-los.

Um profissional com espírito de liderança sabe motivar e envolver a equipe, além de ter a capacidade de apontar e reconhecer as falhas do seu time, encontrando oportunidades para melhorar e se desenvolver. 

Em função disso, a capacidade de liderança de um indivíduo é mais um soft essencial para quem busca crescer na sua área. 

Inteligência Emocional

Inteligência emocional é um conceito da psicologia que vem sendo cada vez mais empregado no mundo do trabalho. 

Esse termo se refere à capacidade de reconhecer e avaliar os seus próprios sentimentos, tendo disposição e equilíbrio para lidar da melhor forma com eles.

Essa habilidade permite que os profissionais tenham um bom rendimento mesmo trabalhando sob pressão e evita que os colaboradores passem por crises de estresse e ansiedade. 

Afinal, os profissionais que dominam a inteligência emocional são capazes lidar melhor com os sentimentos negativos que situações extremas podem causar. 

É por isso que a inteligência emocional é uma soft skill cada vez mais procurada pelos recrutadores e gestores, sendo muito importante desenvolvê-la ao longo da carreira.

Conclusão

Neste artigo, apresentamos as principais hard skills e soft skills para desenvolver e se destacar no mercado de trabalho.


📖 Você pode se interessar também:

New call-to-action

Inscreva-se no Blog do EAD PUCPR

New call-to-action

Saiba como virar
um grande profissional:

ead pucpr
O que você achou dessa publicação?
Deixe seu comentário aqui.