A graduação semipresencial pode ser a escolha ideal para você.

Isso vale especialmente se você é daqueles que gostam da ideia de fazer um curso a distância, mas sente falta do convívio com os colegas.

Neste artigo, a gente traz todos os detalhes sobre esse modelo de ensino.

Vamos explicar como é a graduação, se o seu diploma é reconhecido, quais as diferenças para outros métodos e também as opções para fazer um curso presencial.

Quer saber tudo sobre o tema?

Então, não deixe de acompanhar até o final.

Boa leitura!

O que é um curso semipresencial?

graduacao semi presencial o que e curso

Antes de explicar o que é um curso semipresencial, precisamos fazer uma rápida contextualização.

O prefixo “semi” indica a ideia de “quase”, “metade” e “um tanto”.

Dessa forma, o termo é usado para designar algo que não é absoluto. 

Você já deve ter ouvido sobre carros seminovos, certo? 

Isso significa que os automóveis não são zero quilômetro, mas também não sofreram danos comuns a anos de uso.

Provavelmente, são veículos que tiveram poucos donos e baixa rodagem. 

No caso de um curso semipresencial, a ideia é a mesma. 

Ou seja, as formações compreendem os estudos que acontecem em unidades físicas e a distância.

É uma mistura das duas modalidades.

O curso semipresencial pode ser oferecido de duas maneiras:

  • Presencial, com algumas aulas e atividades a serem realizadas de forma remota
  • A distância, com algumas aulas e atividades que devem ser feitas em polos de apoio.

O diploma de um curso semipresencial vale no mercado?

graduacao semi presencial diploma de um curso vale no mercado

Quem busca por uma formação, muito provavelmente, levanta todos os prós e contras dos cursos, instituições de ensino e modalidades oferecidas.

E é correto que seja assim para tomar uma decisão mais assertiva.

Nessa fase de comparação, uma dúvida frequente que surge é quanto ao peso do diploma. 

Você sabia, por exemplo, que algumas áreas não exigem formação comprovada?

É o caso do Jornalismo, cuja obrigatoriedade foi derrubada em 2019, pelo Supremo Tribunal Federal.

Mas, ainda que um profissional possa ser contratado para o cargo sem ter feito uma graduação, o mercado de trabalho é acirrado. 

E, dessa forma, quem tem competências certificadas sai na frente.

Por isso, a qualificação profissional, comprovada por um curso, é algo que merece atenção.

Sendo assim, dedique-se a encontrar uma instituição reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação). Isso, certamente, será decisivo para se posicionar com destaque no mercado. 

Mas, se você sonha em ter um diploma para chamar de seu e emoldurar, pode ficar tranquilo.

O curso semipresencial dispõe, sim, de diploma. 

Além do nome do aluno, traz o curso realizado, a carga horária e a data de conclusão.

Você pode usá-lo, portanto, para atestar os seus conhecimentos na área estudada e concorrer a oportunidades de emprego.

Qual a diferença entre Curso EAD e semipresencial?

graduacao semi presencial qual diferenca entre ead

Embora possam ser confundidas com frequência, existe certa diferença entre as duas modalidades.

Isso porque o EAD pode ser realizado até 100% de forma remota. Ou seja, apenas com aulas e atividades em ambiente virtual. 

O EAD é composto por videoaulas gravadas e transmissões ao vivo. Os materiais, normalmente, são fornecidos em formato de apostila.

O curso a distância também conta com plataformas para esclarecer dúvidas com professores e fóruns para discussão com outros alunos.

Sendo assim, para cursar o EAD, é preciso ter apenas acesso a um computador com internet. 

Nessa modalidade, ainda, algumas provas e atividades específicas podem ser realizadas em polos de apoio presencial.

Já no curso semipresencial, além das avaliações e eventos, algumas aulas também podem ser ministradas diretamente no campus.

Isso, então, exige que o aluno compareça à universidade. 

Todos os dias que exigem presença obrigatória, geralmente, possuem horários fixos pré-estabelecidos.

Por exemplo, em alguns cursos, pode haver obrigatoriedade de aulas presenciais uma vez por semana.

Assim, o estudante, ao se matricular no curso, já consegue se programar para participar dos encontros.

O curso semipresencial, portanto, é indicado para quem não dispensa a dinâmica em sala de aula, mas procura flexibilidade para estudar em qualquer lugar e horário.

Além de garantir que o aluno otimize seu tempo, permitindo que ele consiga equilibrar o trabalho, estudos e compromissos pessoais, outras características da modalidade fazem a diferença.

Os custos mais baixos, por exemplo, figuram entre as principais vantagens.

Portanto, se você procura por mensalidades que cabem no seu bolso, a graduação semipresencial é bastante indicada. 

Além disso, a variedade de cursos também é bastante grande. 

Se você pensava que apenas algumas formações eram ofertadas no modelo EAD ou semipresencial, verá mais adiante que as possibilidades são muito amplas.

Quais são os principais tipos de faculdade semipresencial?

graduacao semi presencial quais sao principais tipos faculdade

Como já dissemos até aqui, o curso semipresencial é um modelo híbrido.

Ou seja, que combina a modalidade presencial com a EAD.

E, não necessariamente, essa mistura representa 50% de cada formato.

Dessa forma, pode-se afirmar que existem dois tipos de faculdade semipresencial: as que tiveram origem em cursos presenciais e as que se originaram do EAD.

Veja mais nos próximos tópicos.

Semipresenciais que têm origem em cursos presenciais

Os cursos semipresenciais com origem em cursos presenciais têm mais tempo dedicado às salas de aula.

E isso é estabelecido, inclusive, pelo MEC. 

Segundo o órgão, nesse modelo, os cursos podem ter, no máximo, 20% da carga horária destinada às aulas e atividades a distância.

Semipresenciais da modalidade EAD

Essa modalidade, que surgiu a partir do EAD, tem suas premissas básicas, como a flexibilidade, que permite ao aluno estudar de onde quiser, apenas com acesso a um computador e internet. 

Isso é garantido, obviamente, mas, em muitos casos, os alunos ainda precisam comparecer ao polo físico para encontros presenciais pré-determinados.

Como não há limitação da carga horária, como no modelo anterior, cada curso e instituição tem liberdade para criar seu próprio mecanismo.

Em algumas universidades, por exemplo, um dia por semana é suficiente para a sala de aula.

Outras, por sua vez, exigem a presença do aluno em mais dias.

Isso, inclusive, pode ter relação com o curso escolhido.

Existem formações, por exemplo, que contam com mais atividades práticas do que outras. 

Cursos EAD

Como já vimos, os cursos a distância são excelentes alternativas para quem busca qualidade no ensino, mas não tem tempo de comparecer todos os dias à universidade.

Se você tem dúvidas sobre as garantias da capacitação EAD, saiba que as modalidades não perdem em nada para o formato presencial.

O que muda, evidentemente, é a dinâmica. 

As discussões com outros alunos, por exemplo, são transferidas para o ambiente virtual.

Já as dúvidas podem ser esclarecidas com os professores durante transmissões ao vivo ou por meio de mensagens e e-mails. 

E por aí vai. 

O fato é que a revolução digital tem transformado os mais diversos setores. E não é diferente com a educação.

As tecnologias permitem que o conhecimento seja gerado por outros métodos, mais fáceis e acessíveis.

Bom, agora que você já tem certeza de que o ensino a distância é produtivo e promissor, que tal conhecer algumas opções de cursos? 

Na PUC Paraná, você encontra formações EaD e semipresenciais.

Entre os cursos ofertados a distância, estão:

Já os semipresenciais são:

Algum deles interessou? Quer saber mais? Entre em contato com a PUC Paraná e esclareça todas as suas dúvidas.

Conclusão

Ao acompanhar este artigo, você ficou por dentro do conceito de graduação semipresencial e das vantagens dessa modalidade.

Também pôde entender a diferença desse formato para o ensino a distância e os cursos presenciais. 

Saber disso é fundamental para decidir qual modelo tem mais a ver com os seus objetivos e necessidades. 

A educação a distância e a semipresencial têm sido cada vez mais procuradas no Brasil. 

Segundo os Dados do Censo da Educação Superior, foram oferecidas 7,71 milhões de vagas no EAD.

A graduação presencial, por sua vez, registrou 6,36 milhões de vagas.

Com relação à quantidade de alunos inscritos na rede privada, 30% já estudam a distância. 

O número de adeptos é alto e tem tudo para aumentar nos próximos anos. 

Mas, atenção: antes de escolher o curso e a instituição, tenha certeza de que ele é devidamente reconhecido pelo MEC.

Para consultar todas as faculdades certificadas pelo Ministério da Educação, é fácil.

Basta acessar o site do órgão, preencher o nome do curso e avaliar a nota da instituição desejada. 

Na PUC Paraná, você tem essa garantia.

A universidade é considerada a melhor instituição de ensino superior do Estado.

Se você já tomou a sua decisão e pretende estudar online, conheça os cursos da PUC Paraná e transforme a sua carreira. 

E não se esqueça de deixar o seu comentário sobre o que acabou de ler e de compartilhar este conteúdo em suas redes sociais!

Inscreva-se no Blog do EAD PUCPR

blog ead pucpr
cursos empreendedorismo
O que você achou dessa publicação?
Deixe seu comentário aqui.