<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=2736481836612313&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

 Tags: EAD

Houve uma época em que, no Brasil, a possibilidade de fazer uma graduação em ensino superior era algo muito distante, praticamente impossível na realidade da maioria das famílias, especialmente as de baixa renda.

Os tempos mudaram, houve uma ampliação significativa no acesso ao ensino superior, mas ainda assim o número de pessoas com ensino superior completo é baixo.

Uma pesquisa recente do Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) apontou que apenas 21% das pessoas entre 25 e 34 anos possuem um diploma universitário.

Embora os números ainda sejam aquém do desejado, a ampliação do número de cursos, vagas e formatos de ensino, como o EAD e semipresencial devem fazer com que o cenário melhore nos próximos anos.

Neste artigo, você entenderá um pouco mais sobre os diferenciais e benefícios que o ensino superior completo pode trazer à vida de uma pessoa.

Também vamos mostrar como é simples ingressar em uma graduação EAD e semipresencial na PUCPR.

graduado

O que é uma graduação?

A graduação é a formação em uma determinada área do conhecimento que habilita uma pessoa a atuar em uma determinada profissão.

Após o término do período de graduação, o profissional recebe um diploma que serve como um documento de validação e comprovação da conclusão em um curso.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), hoje existem 3 tipos de graduação em ensino superior no Brasil: bacharelado, licenciatura e tecnólogo.

A modalidade de cursos técnicos não é considerada graduação em ensino superior. Nestes casos, a formação tem peso equivalente ao ensino médio.


Quais as modalidades de ensino superior no Brasil?

Quem faz uma faculdade no Brasil atualmente pode ter diplomas de bacharelado, licenciatura ou tecnólogo.

Confira as diferenças entre cada uma dessas modalidades:

- Bacharelado: é a mais tradicional das modalidades de ensino superior no Brasil. O bacharelado tem, geralmente, entre 4 e 6 anos de duração, e tem como característica dar um apanhado de conhecimentos múltiplos em uma determinada área. Ao final de uma graduação, um bacharel terá estudado conteúdos que o permitam atuar em diferentes segmentos da profissão. Exemplos: administração, engenharias, jornalismo, medicina, entre outros.

- Licenciatura: esse tipo de graduação habilita pessoas a trabalharem como professores. Além dos conteúdos específicos de uma determinada área, o profissional também aprende uma série de conhecimentos pedagógicos, para que possam ser aplicados em sala de aula. A grande maioria das pessoas que se formam em uma licenciatura se habilitam para dar aulas em escolas da educação básica, nos ensinos fundamental e médio.
Geralmente, um curso de licenciatura tem de 3 a 4 anos e meio de duração. Exemplo: física, matemática, química, letras, pedagogia, entre outros.

- Tecnólogo: a graduação de tecnólogo ou tecnológica é mais recente, mas também é reconhecida como ensino superior. Estes cursos costumam ter uma duração menor – de 2 a 3 anos, tendo conteúdos mais voltados à prática profissional, com menos matérias teóricas. Enquanto o bacharel tem acesso a diferentes conteúdos e maior possibilidades, o tecnólogo é mais focado em determinadas áreas. Exemplos: Gestão Comercial, Big Data e Inteligência Analítica, Estética e Cosmética, Processos Gerenciais, entre outros.


Quais os benefícios de fazer uma graduação superior?

O ensino superior abre portas, especialmente quando uma pessoa conclui um curso. Um diploma permite que o profissional amplie o leque de possibilidades profissionais, mas vai além. Separamos alguns dos benefícios de fazer um curso superior:

Aumento salarial

É comprovado que uma pessoa com graduação ganha, em média, mais do que o dobro do que alguém que tenha apenas o ensino médio no Brasil. Em alguns casos, quando uma pessoa faz uma graduação que tenha alto padrão salarial, como medicina, direito e engenharias, por exemplo, o salário pode ser até 10 vezes maior.

Qualidade de vida

Se uma pessoa ganha melhor, provavelmente ela terá acesso a bens e serviço que aumentem sua qualidade de vida. A possibilidade de conseguir usufruir de lazer, viajar, se alimentar bem, ter hábitos culturais aumenta à medida que uma pessoa tem um melhor salário.

Porta de entrada para a vida acadêmica

Muitas pessoas que entram no ensino superior acabam pegando gosto pela parte de pesquisa e seguem na vida acadêmica. A graduação é o primeiro passo e pré-requisito para quem sonha em ser mestre ou doutor em determinada área. Vale lembrar que profissionais com mestrado ou doutorado tendem a obter salários ainda melhores. No caso de servidores públicos federais, essas titulações resultam em aumento salarial.


Crescimento intelectual

Além da parte profissional e financeira, um dos maiores benefícios de quem opta por um curso superior é o ganho intelectual. A rotina acadêmica faz com que o estudante leia mais, resultando em formação de senso crítico, no raciocínio lógico, na racionalização. Isso resultará em melhores escolhas, atitudes assertivas e uma visão mais ampla e aprofundada em vários aspectos.

Possibilidade de fazer concursos

Quem não sonha com um emprego estável, não é mesmo? No Brasil, isso é possível para quem escolhe fazer um concurso público. Além da estabilidade, o plano de carreira e os bons salários do funcionalismo atraem muitas pessoas. E os melhores cargos são destinados a pessoas com ensino superior completo.

Jovem graduado no mercado de trabalho


Não tenho tempo para ir à universidade. E agora?

A realidade de uma grande da população é entrar no mercado de trabalho antes de fazer uma graduação.

Como resultado, muitas pessoas desistem de entrar na faculdade por falta de tempo para conciliar as atividades com uma rotina de estudos.

Se você se encaixa nesse perfil, saiba que uma boa opção é o ensino a distância.

Uma graduação EAD tem no Brasil o mesmo peso e relevância de um curso presencial, com a vantagens de que o estudante pode fazer a faculdade de forma remota, em casa ou de onde quiser, bastante ter acesso à internet.

Isso é possível porque os cursos EAD usam uma plataforma chamada ambiente virtual de aprendizagem (AVA), na qual ficam os conteúdos – livros, apostilas, exercícios, vídeos, exercícios e todo o material necessário para estudar.

As provas, no entanto, ocorrem de forma presencial.

Outra vantagem de quem escolhe uma graduação EAD é a economia, uma vez que as mensalidades são mais baratas em relação aos cursos presenciais.

Quem faz faculdade a distância também economiza em deslocamentos e alimentação.

Porém, é importante que o estudante estabeleça uma rotina de dedicação aos estudos com o mesmo envolvimento e foco do que se fizesse uma graduação presencial.

Por isso, é fundamental que a pessoa faça um planejamento antes de ingressar numa graduação EAD.

E os cursos semipresenciais, como funcionam?

Dentro do ensino a distância, existe uma modalidade que cresce bastante nos últimos anos, a dos cursos semipresenciais.

Como o próprio nome sugere, esses cursos são voltados para quem busca uma experiência híbrida entre o presencial e o EAD.

A graduação semipresencial funciona da seguinte maneira: a pessoa estuda a parte teórica em casa e assiste aulas presenciais dos conteúdos práticos.

Nesses encontros, o estudante tem contato com os colegas e professores, podendo tirar dúvidas, criar network e unir o melhor do ensino a distância e do presencial.

Legal, né?

Na PUCPR, cursos como Engenharia Civil, Educação Física, Ciências Contábeis, Administração e Engenharia Mecatrônica, entre outros, estão disponíveis no semipresencial.

Em nosso site, é possível conferir a relação completa.

graduada


Formas de ingresso no EAD e semipresencial

Um dos avanços do ensino a distância é a possibilidade de ingressar de diferentes formas nos cursos de graduação.

Quem escolhe por fazer um curso EAD na PUCPR, pode entrar das seguintes formas:

- Seletivo On-line: o estudante entra na graduação sem sair de casa. Basta enviar uma Carta de Intenção explicando por que deseja estudar no EAD PUCPR, além do histórico escolar. Se for aprovado, basta fazer a sua matrícula e começar a estudar.

- Uso da nota do ENEM: o estudante que tiver obtido nota superior a 450 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) pode ingressar no EAD PUCPR sem a necessidade de passar pelo seletivo. E o melhor: é possível obter até descontos de até 25% na mensalidade.

- Transferência: quem já está fazendo uma graduação e quer transferir para a PUCPR, pode ingressar sem a necessidade de seletivo.

- Egressos PUCPR: a pessoa que já tem um diploma de ensino superior da PUCPR pode entrar automaticamente no EAD.

- Segunda graduação: quem já tem uma formação e quer fazer a segunda graduação, pode fazer um curso EAD ou semipresencial, sem a necessidade de seletivo, bastando apresentar o diploma.


Conclusão

Ao longo deste artigo, você pôde entender um pouco do porquê de pessoas com ensino superior completo terem melhores oportunidades na vida profissional.

O nível de conhecimento obtido numa graduação eleva a qualidade do pensamento, torna as atitudes mais assertivas, aumenta a capacidade intelectual e, por consequência, permite gerar mais renda.

Com o crescimento do ensino a distância, o número de vagas também aumentou, dando oportunidades a pessoas que antes não tinham como fazer um curso superior.

Mesmo quem ingressou na faculdade, em grande parte das vezes, precisou largar a graduação em detrimento do trabalho.

Um curso EAD permite conciliar a vida profissional, pessoal e acadêmica.

No entanto, é importante saber se você tem o perfil de um estudante EAD.

Se ficou interessado em saber se uma graduação a distância é a melhor alternativa, convidamos você a ler esse artigo com dicas, vantagens e cursos oferecidos.

Inscreva-se no Blog do EAD PUCPR

blog ead pucpr
cursos empreendedorismo
O que você achou dessa publicação?
Deixe seu comentário aqui.