Você já ouviu falar em Economia do Conhecimento?

Ao longo da história da humanidade, nossa sociedade passou por diversas transformações de ordem econômica e social, certo?

Atualmente, diversos estudiosos vêm apontando que estamos vivendo uma fase chamada Economia do Conhecimento.

Nessa nova configuração, o conhecimento é o responsável pelas principais mudanças na sociedade, especialmente no que diz respeito ao desenvolvimento econômico.

Será que você sabe como se destacar nessa nova era? Ou quais são as principais mudanças e necessidades? E como você pode se preparar?

Neste artigo, responderemos essas perguntas e falaremos mais sobre os impactos da Economia do Conhecimento. Fique conosco!

Aqui você vai ver:
O que significa Economia do Conhecimento
As principais características da Economia do Conhecimento
Como se destacar na Economia do Conhecimento

Conheça as graduações EAD com 2 anos de duração da PUCPR

O que significa Economia do Conhecimento

Economia do Conhecimento é o nome dado à fase econômica em que o conhecimento tem protagonizado as principais mudanças na sociedade.

Esse conceito foi cunhado pelo professor Peter Drucker, referindo-se à aplicação do conhecimento — de qualquer campo ou fonte, novo ou velho — como estímulo ao desenvolvimento econômico.

Ou seja, diferente da sociedade industrial, o principal recurso econômico deixou de ser o meio de produção — recurso da natureza, capital ou mão de obra — para ser o conhecimento.

Segundo essas configurações atuais, o conhecimento é um tipo de informação que pode ser estratégica e agregar valor aos negócios.

Não é à toa que esse modelo de desenvolvimento já é predominante nos países desenvolvidos — com grande destaque para Coréia, por exemplo.

Nesses países, segundo estudos da OECD, as atividades ligadas à geração, uso e difusão do conhecimento já correspondem a mais de 50% do PIB.

Mas quais são as principais características e novidades dessa nova fase da sociedade? A seguir apresentaremos elas!

>>> Leia mais: Telas, telas e mais telas: os impactos da Economia da Atenção

As principais características da Economia do Conhecimento

Economia do conhecimento - homem de terno segurando tablet sorridente

  • Em primeiro lugar, podemos dizer que a Economia do conhecimento se baseia na abundância. Afinal, ao contrário da maioria dos recursos que são esgotados quando usados, as informações e o conhecimento podem ser compartilhados e, até mesmo, crescer através da sua aplicação.
  • A alta utilização das Tecnologias de Informação é outro fator chave dentro desse novo contexto econômico. São esses novos recursos que permitem aplicar e difundir de forma inimaginável o conhecimento;
  • O efeito da localização, tão presente em outros tempos, é diminuído nesse período. Afinal, usando tecnologia e métodos apropriados, mercados e organizações virtuais oferecem benefícios de velocidade, agilidade, operação ininterrupta e alcance global;
  • Nesse novo contexto, leis, barreiras, impostos e formas de medir são difíceis de aplicar, já que conhecimento e informação "vazam" para onde a demanda é mais alta e as barreiras são mais baixas;
  • Produtos ou serviços estão sendo cada vez mais aprimorados por conhecimento;
  • Preço e valor dependem fortemente do contexto. Assim, a mesma informação ou conhecimento pode ter um valor muito diferente para pessoas diferentes, ou mesmo para a mesma pessoa em momentos diferentes;
  • O capital humano – competências – é um componente chave de valor em uma empresa baseada no conhecimento;
  • A comunicação é cada vez mais vista como fundamental para os fluxos de conhecimento. Assim, as estruturas sociais, o contexto cultural e outros fatores que influenciam as relações sociais são de fundamental importância para as economias do conhecimento;
  • A economia do conhecimento tem múltiplas formas nas quais ela pode aparecer, mas há previsões de que a nova economia se estenderá radicalmente, criando um padrão no qual até as ideias serão reconhecidas e identificadas como uma mercadoria.

>>> Leia mais: Educação do futuro: cenários possíveis, tendências e como se preparar

Como se destacar na Economia do Conhecimento

A Economia do Conhecimento tem diversas peculiaridades, como observamos no tópico acima.

Mas, uma das principais é a importância dos setores de Tecnologia da Informação, Inovação e Negócios nesse contexto.

Afinal, os recursos e funcionalidades dessas áreas têm um papel central na difusão e análise das informações produzidas pelo homem — que estão cada vez mais difusas.

Sendo assim, investir em uma graduação nesses setores é uma ótima forma de se destacar no mercado de trabalho.

Abaixo, apresentamos alguns cursos que do EAD PUCPR que podem ajudá-lo a se destacar no contexto da Economia do Conhecimento, confira:

Conheça nossas opções de bolsas de estudos e comece hoje mesmo a acelerar sua carreira!

New call-to-action

Inscreva-se no Blog do EAD PUCPR

Nova call to action

Modelo de currículo para
conquistar a vaga dos sonhos:

New call-to-action
O que você achou dessa publicação?
Deixe seu comentário aqui.