É bem possível que você tenha ouvido falar em hard e soft skills. Elas se referem às habilidades interpessoais e técnicas indispensáveis a todo profissional. Mas você conhece o conceito de core skills?

Esse termo engloba um conjunto de competências necessárias para acompanhar e se adaptar às transformações pelas quais a sociedade vem passando na atualidade. 

Vivemos em um mundo extremamente acelerado. Novas tecnologias, relações, conceitos e narrativas constroem-se a todo momento. 

Ao mesmo tempo em que essas novas configurações transformam o mundo, elas também têm efeito sobre nós, o que pode provocar angústia e medo, assim entusiasmo e excitação. 

O que podemos fazer para dar conta desse novo cenário e alcançarmos nosso verdadeiro potencial? Será que existe um conjunto especial de habilidades para guiar nosso desenvolvimento como seres humanos? É aqui que entram as core skills!

As core skills são habilidades indispensáveis para cada pessoa chegar aonde quer e para que juntos, enquanto sociedade, construamos uma realidade e futuro melhor. 

Ficou interessado no assunto? Venha conhecer mais sobre quais são e como desenvolver essas competências!

Confira:
O que significa core skills 
As 10 core skills necessárias para se adaptar ao mundo em transformação 
Conclusão

core skills - grupo de pessoas juntando as mãos no centro

O que significa core skills 

No último século, nossa sociedade passou por importantes mudanças, especialmente ligadas ao avanço do digital e das tecnologias. Essas transformações se refletiram em todos os aspectos de nossas vidas, desde o mercado de trabalho até as relações pessoais. 

Com isso, surgiram novas habilidades importantes para nosso desenvolvimento e integração enquanto sociedade. Essas competências são chamadas de core skills. 

Em tradução literal, core skills pode significar “competências básicas”, “competências nucleares”, “qualificações essenciais”

De acordo com essas traduções, podemos dizer que core skills são habilidades base do ser humano. Ou seja, características essenciais para seu desenvolvimento e para o futuro em sociedade.  

Segundo o livro Core skills: Nem soft, nem hard. 10 habilidades essenciais para um mundo em transformação, as core skills focam na essência do indivíduo. Com elas, seu poder de ação no mundo aumenta e, em paralelo, sua vida e suas relações podem se tornar mais plenas e significativas.

Para alcançar os resultados que você deseja na sua vida e para construir, em conjunto, o mundo que sonhamos, as core skills são as principais companheiras de jornada.

Conheça as graduações EAD com 2 anos de duração da PUCPR

A diferença entre soft e core skills

Soft skills são habilidades comportamentais. Elas dizem respeito a forma como uma pessoa lida com o outro, consigo mesmo e com as diferentes situações de sua vida. São habilidades muito subjetivas. Ou seja, dizem respeito ao indivíduo e a maneira como ele se relaciona com o mundo. 

Muitas soft skills podem ser consideradas core skills, mas os termos estão longe de serem sinônimos. 

Como explicamos no tópico anterior, as core skills são competências base do ser humano, sendo essenciais para que ele desenvolva seu potencial no mundo atual. 

Além disso, as habilidades core não se referem apenas aos indivíduos e as consequências de suas atitudes para sua vida. Elas se referem à humanidade como um todo, refletindo sobre nossas perspectivas de futuro enquanto sociedade. 

Ou seja, além de serem habitabilidade essenciais para que uma pessoa explore suas potencialidades, as core skills também se relacionam com aquilo que é externo ao indivíduo. 

As core skills são habilidades intrínsecas às transformações pelas quais nosso mundo vem passando. 

As 10 core skills necessárias para se adaptar ao mundo em transformação

No livro Core skills: Nem soft, nem hard. 10 habilidades essenciais para um mundo em transformação, os autores Alex Bretas, Alexandre Santille, Conrado Schlochauer e Tonia Casarin apresentam as principais competências para se adaptar às mudanças que a sociedade vem passando. 

Aprendizagem, autenticidade, comunidade, confiança, coragem, criatividade, curiosidade, empatia, equilíbrio e influência foram as dez core skills escolhidas para compor o livro.

Abaixo, explicamos um pouco mais sobre cada uma delas:

Aprendizagem

O que realmente é aprender? Decorar conceitos? Se sair bem em provas? Essa habilidade nos provoca a pensar sobre isso!

Com as novas tecnologias e o fácil acesso às informações, a tendência é que o que entendemos como aprendizado se transforme ainda mais ao longo do tempo.

Nesse cenário, se destacarão aqueles que tiverem habilidades de aprendizagem que permitam transformações reais. Ou seja, o conhecimento adquirido serve para fazer algo melhor do que se fazia antes. 

Por isso, os indivíduos que conseguirem construir suas próprias estratégias de aprendizagem estarão mais preparados para abraçar as mudanças que o mundo atravessa. 

Autenticidade

Muitas vezes, em busca do sucesso, seja nas relações pessoais ou profissionais, utilizamos estratégias copiadas para alcançar nossos objetivos e sonhos. Afinal, pode parecer muito mais simples seguir o caminho trilhado pelo outro. 

Contudo, a capacidade de fazer/ser mais do mesmo está saindo de moda. Ser autêntico é a aposta para o futuro!

Autenticidade significa expressar sua criatividade singular no mundo, filtrando as influências externas relevantes e descartando as que não o são.

Ou seja, ser quem você é e expressar suas particularidades é muito mais relevante do que tentar ser como todo mundo. 

Cultivar essa habilidade é indispensável para se sobressair no mundo caótico e acelerado que vivemos! 

Comunidade

As redes sociais e a internet revolucionaram nossas relações, transformando nosso senso de comunidade. 

Elas permitem que nos comuniquemos em segundos com quem está longe e possibilitam que nos informemos sobre o que acontece no mundo com apenas um clique. 

É inegável que essas ferramentas trouxeram muitas facilidades para nossas vidas, mas até que ponto realmente nos aproximaram como sociedade?

Essa habilidade relacionada à comunidade não se refere somente à capacidade de navegar nas redes e interagir com pessoas próximas e distantes. Ela diz respeito à possibilidade de se disponibilizar para o outro e para um coletivo em torno de causas compartilhadas.

No mundo em transformações que vivemos, essa habilidade é essencial e um grande diferencial. 

Confiança

A habilidade da confiança desdobra-se em três dimensões: aprender a confiar, ser confiável e ter autoconfiança.

Aprender a confiar diz respeito à possibilidade de acreditar e colocar fé no outro. Viver desconfiando de todos que o cercam pode ser muito maléfico para suas relações, tanto as pessoais quanto as profissionais. 

Ser confiável se refere às suas próprias atitudes, procurando ser honesto em suas intenções e vontades para que o outro possa também confiar em você.

A autoconfiança é a capacidade de acreditar em si mesmo, identificando suas qualidades e pontos fortes como pessoa e profissional. 

core skills - homem segurando tablet e mostrando para mulher ao seu lado

Coragem

Ter coragem é compreender que o medo existe, mas escolher seguir apesar dele. Essa habilidade pode se dividir em quatro tipos: coragem de tentar, confiar, falar e de se conectar.

Coragem de tentar diz respeito à possibilidade de se arriscar e mergulhar em novas experiências. 

A coragem de confiar se refere à capacidade de dar um voto de confiança ao outro e acreditar no potencial das pessoas que nos cercam. 

A coragem de falar é a capacidade de se expressar sem medo de julgamentos, sempre prezando pelo respeito ao próximo. 

A coragem de se conectar é uma oportunidade de criar laços reais com as pessoas do seu convívio, buscando relações mais saudáveis e duradouras.  

Criatividade

Criatividade é a capacidade de pensar fora da caixa e identificar oportunidades onde os outros veem problemas. 

A partir da criatividade, é possível produzir algo novo e inovador, desde coisas materiais até relações e formas de encarar o mundo. 

Sendo assim, essa habilidade é essencial para pensarmos uma realidade diferente da que nos cerca na atualidade. 

Curiosidade

A curiosidade é o desejo genuíno de aprender e descobrir novos pontos de vista. 

A pessoa que tem essa habilidade alimenta a vontade de buscar experiências para construir e reconstruir continuamente sua visão de mundo. 

Essa capacidade é essencial para o mundo em que vivemos, especialmente pelo ritmo acelerado em que novos conceitos e narrativas surgem na sociedade. 

Empatia

A empatia é a capacidade de se colocar no lugar do outro.

Por meio dessa habilidade, podemos tentar olhar o mundo pelos olhos do outro e aprender a abrir mão temporariamente de nossa própria forma de enxergar a realidade.

Essa capacidade é essencial para compreendermos nossos privilégios e entendermos as necessidades e vontade do outro de forma genuína. 

Equilíbrio

Trabalho, vida social, amigos, família, estudos: às vezes é difícil encontrar equilíbrio em todas as esferas de nossas vidas, não é mesmo?

Contudo, essa é uma habilidade essencial para passar com serenidade mesmo em tempos adversos. 

O equilíbrio é indispensável para você balancear as muitas esferas da vida e saber intercalar momentos de aceleração e pausa.

Influência

Todos nós influenciamos e somos influenciados em determinados momentos da vida. E a influência pode ser algo muito positivo para os dois lados. 

A habilidade de influência é a capacidade de mudar as ações dos outros intencionalmente e com um objetivo definido, sem cair em estruturas de poder e manipulação.

Através de uma influência positiva, é possível criarmos um ambiente e uma sociedade melhores. 

Conclusão

Neste artigo, falamos sobre core skills, um conjunto de habilidades essenciais para se adaptar às transformações que nossa sociedade vem passando nos últimos tempos.

Se você gostou desse artigo, não deixe de conferir:

New call-to-action

Inscreva-se no Blog do EAD PUCPR

Nova call to action

Saiba como virar
um grande profissional:

ead pucpr
O que você achou dessa publicação?
Deixe seu comentário aqui.