Você sabe como fazer um portfólio? 

Se você está em busca de um novo emprego, certamente vem buscando formas para deixar o seu currículo mais atraente para os recrutadores, certo? E um dos recursos que pode ser usado para esse fim é o portfólio!

O portfólio é como se fosse uma grande vitrine profissional, oferecendo amostras dos trabalhos desenvolvidos por você. 

Com ele, os recrutadores podem ver na prática o resultado de seu trabalho, o que pode aumentar muito suas chances de ser chamado para uma entrevista. Interessante, não é mesmo?

Mas como começar um portfólio? Neste artigo, explicamos passo a passo como elaborar esse documento. Fique conosco e boa leitura!

Confira:
O que é um portfólio 
Para quais profissões é indicado fazer um portfólio 
Tipos de portfólio 
Como montar o seu portfólio 
Sites para fazer seu portfólio 
Onde divulgar meu portfólio 
Conclusão 

New call-to-action

O que é um portfólio 

O portfólio é um grande compilado dos materiais ou trabalhos desenvolvidos por um profissional. Ou seja, é uma coleção de amostras dos trabalhos que você já realizou.

E ele tem um objetivo diferente do currículo

Enquanto o currículo você usa para apresentar seu perfil profissional, o portfólio é uma forma de trazer exemplos práticos das duas experiências.

No caso de um fotógrafo, por exemplo, o portfólio será composto por fotos que foram tiradas em outros trabalhos. Já o portfólio de um redator, terá uma coleção de textos que ele já escreveu. Um designer, por outro lado, poderá apresentar artes que já tenha criado.

Cada profissional vai ter um tipo diferente de portfólio, mas todos têm um objetivo em comum: permitir que os recrutadores conheçam efetivamente o seu trabalho.

Por que é importante ter um portfólio 

Vamos imaginar que você é um fotógrafo, publicitário ou redator de conteúdo. 

Você pode colocar no seu currículo suas habilidades e falar sobre suas experiências profissionais anteriores, mas como os recrutadores se certificarão da qualidade do seu trabalho? Ou se o seu estilo de foto, peças gráficas ou texto se encaixa com a proposta da empresa? Por meio do portfólio!

O portfólio é importante porque dá uma dimensão real do trabalho de um profissional, o que muitas vezes é mais importante do que as descrições das experiências e habilidades que o currículo oferece.

Portanto, nota-se que para algumas profissões o portfólio pode ser até mais importante que o próprio currículo.

Ele é um material indispensável para o profissional mostrar a qualidade de seu trabalho para clientes em potencial.

como fazer um portfolio - mulher alegre em seu ambiente de trabalho

Para quais profissões é indicado fazer um portfólio 

  • Marketing
  • Design
  • Arquitetura
  • Jornalismo
  • Fotografia
  • Publicidade
  • Cinema

Tipos de portfólio 

Você sabia que existem mais de um tipo de portfólio? Abaixo, vamos explicar cada um deles. Confira:

Impresso

Esse é o portfólio clássico, um documento físico que os profissionais levam consigo para mostrar o seu trabalho. 

Se você é arquiteto ou fotógrafo, por exemplo, e está visitando alguém que está interessado nos seus serviços, abrir o portfólio impresso e apresentar algumas amostras do seu trabalho pode causar um grande impacto no potencial cliente.

Mesmo que seja possível mostrar fotos em um tablet ou celular, a beleza de um portfólio impresso é marcante, e isso pode significar até mesmo fechar negócio imediatamente. 

Digital

Esse tipo de portfólio se tornou mais comum na atualidade. Ele pode ser montado de modo relativamente simples no seu próprio computador em arquivo PDF ou em uma plataforma online.

Designers e redatores web, por exemplo, que já têm um trabalho digital, costumam usar esse tipo de portfólio. 

Uma das grandes vantagens do portfólio digital é seu fácil compartilhamento, que permite divulgar o seu trabalho de diversas maneiras e instantaneamente.

Como montar o seu portfólio 

Agora vamos ao que interessa? Confira abaixo um pequeno passo a passo para montar seu portfólio:

1. Escolha entre o portfólio físico ou digital

O primeiro passo para fazer um portfólio é escolher o formato em que você vai elaborá-lo: impresso ou digital. 

Para essa decisão, você deve levar em conta a natureza da sua profissão e qual modelo se adequa ao seu perfil de cliente ou empresa que você está se candidatando. 

Em ambos os casos, vale tomar alguns cuidados. Por exemplo, o portfólio físico deve sempre vir com alguma encadernação que facilite a leitura. Caso contrário, você terá muita dificuldade para apresentá-lo. 

O modelo digital é mais prático e fácil de compartilhar, mas também deve estar sempre sendo atualizado. 

Enfim, a escolha é sua, leve em conta todas essas questões para tomar sua decisão. 

2. Esteja ciente do objetivo desse material

Quando estamos na graduação, é comum que façamos diversos trabalhos e passemos por diversas áreas da profissão, certo? Será que vale colocar todos os seus projetos no seu portfólio? Depende do seu objetivo!

Pode ser que o objetivo do seu portfólio seja documentar a sua progressão acadêmica, e se esse for o caso, certamente vale colocar todos os seus trabalhos. 

Mas, se você é um recém-formado, em busca do seu primeiro emprego, pode ser que o objetivo seja outro, então vale fazer uma curadoria mais detalhada do que vai ser inserido nesse documento. 

Por isso, na hora de elaborar esse material, você tem que estar ciente do objetivo que você deseja alcançar com ele e do momento de carreira em que você se encontra. 

Já parou para analisar seu objetivo com calma? Saber com precisão o que você quer é o primeiro passo para que você consiga elaborar um bom material. 

3. Tenha foco e saiba destacar os trabalhos mais relevantes

Muitas vezes, pensando em impressionar os recrutadores, muitos profissionais caem no erro de colocar todos os trabalhos já feitos em seu portfólio. Mas, quantidade nem sempre é qualidade!

Se você está começando e tem pouco trabalho, certamente colocar tudo o que foi produzido até então é a melhor escolha, mas, se esse não for o caso, vale fazer uma seleção. 

Lembre-se que seu portfólio é onde você deve mostrar o que faz de melhor.

Isso não quer dizer que você vai esconder algo ou negar seu passado. A questão é que você vai focar apenas no que é interessante e relevante para a vaga em questão.

Se você tem muito material produzido, é bom refletir e fazer uma curadoria deles. Um portfólio grande demais é cansativo e demonstra certa falta de zelo com o material. 

Ninguém dispõe de muito tempo para analisar um portfólio em específico e, em uma concorrência, agilidade é tudo. Você precisa ser sucinto e mostrar em poucos – mas certeiros – trabalhos a que veio. 

Essa é, inclusive, uma ótima oportunidade para colocar sua carreira em perspectiva e analisar quais são os trabalhos de que mais se orgulha.

como fazer um portfolio - mulher diante de computador trabalhando em seus desenhos gráficos

4. Apresente a pessoa que está por trás dos projetos

Além de apresentar seus trabalhos, reserve uma parte do seu portfólio para falar um pouco sobre você, mesmo que de forma breve. 

Essa sessão pode se chamar, por exemplo, “Sobre mim”, e conter informações sobre seu contexto profissional e suas qualificações, além dos seus meios de contato. 

Nessa página, você pode contar sobre como começou a trabalhar na área e apresentar depoimentos de clientes. Essa é uma maneira de colocar o portfólio para andar de mãos dadas com o seu marketing pessoal.

5. Aposte na simplicidade

Esse princípio se aplica tanto aos portfólios baseados em imagens quanto aos baseados em textos. Evite excessos nesse material, como cores muito chamativas e fontes muito diferenciadas. 

É muito fácil cair em ciladas tentando impressionar os recrutadores. 

Esse material deve estar bem diagramado e organizado, mas evite utilizar recursos que possam prejudicar a leitura e navegação —  em caso de uma plataforma online. 

Imagine seu portfólio como um guarda-roupa. Esse móvel tem várias portas e gavetas, e todas as suas roupas e outros itens estão organizados de alguma forma que faça sentido.

De modo similar, crie categorias na página principal a fim de que o visitante navegue sem ter dificuldades para encontrar o que precisa. 

Sites para fazer seu portfólio 

Se você optar por um portfólio online, precisará escolher também a ferramenta onde ele será feito. Abaixo você vê algumas dicas:

WordPress

O WordPress é uma ferramenta muito interessante pela liberdade que ela dá, e também por existirem diversos temas de portfólio gratuitos.

Ter um site próprio com certeza faz a diferença, mostra profissionalismo e também o quanto você leva seu portfólio a sério.

A desvantagem dele é que você terá gasto com hospedagem e domínio, então é importante avaliar se você conseguirá manter seu portfólio no ar.

Behance

O Behance já é bem conhecido. É uma plataforma da Adobe onde você pode postar seus trabalhos, muito usada para portfólios.

Ela é principalmente usada para portfólios de design e ilustração, mas você também encontrará trabalhos de outras profissões lá, então não tenha medo de usar.

Wix

A ideia do Wix, assim como no WordPress, é que você crie um site para apresentar seu portfólio.

Ele é bem simples de usar e você consegue criar um site de forma bem rápida e simples.

Ele tem opções gratuitas e também vários recursos que facilitam a criação do site, mesmo que essa seja sua primeira vez criando um.

Cargo Collective

Outra plataforma para criação de sites de forma simples e gratuita.

Esse tipo de opção é interessante pela liberdade que você ganha. Com a Cargo Collective, você consegue apresentar qualquer tipo de trabalho.

Onde divulgar meu portfólio 

Um dos melhores lugares para você divulgar seu portfólio é o Linkedin. É uma rede profissional que oferece a oportunidade de criar conexões com pessoas que podem se tornar clientes ou futuros empregadores. 

Por isso, adicionar o link ou arquivo do seu portfólio ao seu perfil no Linkedin é uma ótima forma de divulgar o seu trabalho e ampliar a sua rede!

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se.

Conclusão

Neste artigo, explicamos como fazer um portfólio. Se você gostou deste conteúdo, não deixe de conferir outros artigos do EAD PUCPR:

Inscreva-se no Blog do EAD PUCPR

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se.

Modelo de currículo para
conquistar a vaga dos sonhos:

New call-to-action
O que você achou dessa publicação?
Deixe seu comentário aqui.