areas da engenharia de software saiba tudo sobre carreira

Você conhece as áreas da Engenharia de Software?

Neste conteúdo, vamos falar sobre elas.

Mas, antes de entrarmos no assunto, que tal pensar em como a Engenharia de Software se aplica à sua vida?

Aqui vão alguns exemplos:

  • - O programa de texto que você utiliza no seu computador
  • - O portal de internet que você acessa para ler notícias
  • - O sistema da empresa que você usa para consultar todos os seus registros de ponto
  • - O joguinho de celular que você tanto gosta.

Todos esses sistemas ou programas foram criados por engenheiros de software.

Cada um deles passa por várias áreas e atividades antes de serem entregues. 

Quer saber mais?

Nas próximas linhas, você confere tudo sobre a Engenharia de Software.

Acompanhe!

O que é a Engenharia de Software?

A Engenharia de Software é um ramo da computação voltado ao desenvolvimento de sistemas e programas diversos.

O software é classificado como a parte lógica do computador.

Ele é interpretado com o objetivo de executar tarefas específicas.

E o engenheiro é quem entende a fundo como isso funciona.

O que faz um engenheiro de software?

O engenheiro de software é responsável por conceber as soluções computacionais para cenários diversos.

Ou seja, ele planeja e monitora os projetos de Tecnologia da Informação.

O profissional também avalia a qualidade dos processos organizacionais, propondo melhorias em prol da tomada de decisão, e sugere novos negócios, considerando políticas de tecnologia e inovação.

Quem pode ser engenheiro de software?

Para ser um engenheiro de software, é importante desenvolver algumas habilidades.

Além dos conhecimentos técnicos necessários para projetar sistemas, o profissional deve ter competências como organização e comprometimento.

É preciso ainda ter domínio da matemática, lógica e tecnologia, além de gostar de solucionar problemas e estar sempre atualizado.

Quanto é o salário de um engenheiro de software?

O engenheiro de software é um profissional muito requisitado nos dias atuais e, por essa razão, a remuneração costuma ser compatível à demanda e importância da função.

O salário também depende, evidentemente, da experiência profissional, da formação acadêmica, da área de atuação e do local de trabalho do engenheiro.

Consultando alguns sites de emprego, é possível ter uma ideia da média geral brasileira:

Profissional em formação

Durante a formação, o aluno de Engenharia de Software pode atuar como estagiário.

Neste caso, o salário médio gira em torno de R$ 940,00, segundo a Catho.

Profissional formado

Com o diploma em mãos, o engenheiro de software já pode buscar oportunidades melhores de trabalho.

Como profissional júnior em uma empresa de porte pequeno, por exemplo, ele costuma ganhar cerca de R$ R$ 3.500,00 por mês.

À medida que a carreira avança, o salário também aumenta.

No nível master, contratado de uma multinacional, a remuneração pode ultrapassar os R$ 11.000,00 mensais, de acordo com o site Trabalha Brasil

Quais são as áreas da Engenharia de Software?

areas da engenharia de software quais sao areas

Embora o engenheiro de software seja o responsável por desenvolver sistemas e programas, ele pode seguir por ramos distintos dentro dessa atividade.

Confira a seguir as principais áreas de atuação para quem cursa Engenharia de Software:

Desenvolvimento de softwares e aplicativos

A área de desenvolvimento de softwares e aplicativos é a mais procurada pelos engenheiros de software.

Nela, os profissionais são responsáveis por criar jogos, sistemas de empresa, plataformas digitais, entre outros.

Gerenciamento de projetos

Softwares costumam ser projetos bastante desafiadores e que exigem muito planejamento.

Por essa razão, é importante contar com profissionais especializados nessa gestão.

O papel do gerente de projetos de software é zelar para que o sistema atenda às expectativas e seja lançado dentro do prazo estipulado.

Definição da arquitetura de produtos

A arquitetura de produtos é outra parte importante do desenvolvimento de softwares.

Nesta área, o profissional fica encarregado do design estrutural dos softwares.

Ou seja, das interfaces e de todos os detalhes visuais.

Realização de testes unitário e funcionais

Para um software ter um bom desempenho, ele precisa de muito teste.

Só assim é possível identificar problemas e corrigi-los.

O engenheiro de software pode atuar, especificamente, na condução dos testes, procurando por bugs e outras inconsistências.

Qualidade de software

A qualidade de software, de certa forma, tem relação com a área de testes.

Neste caso, o trabalho compreende também a manutenção dos sistemas.

Ou seja, o profissional zela para que os softwares operem com a máxima performance.

Design de software

Há quem confunda arquitetura e design de software, mas são atividades distintas.

O design do software tem relação com o nível de código dos sistemas.

O profissional pode se especializar e trabalhar apenas neste ramo.

Ferramentas e métodos

Para que a Engenharia de Software seja executada, diversas ferramentas e métodos precisam ser estudados e colocados em prática.

Toda essa pesquisa e aplicação também representam uma das áreas de atuação em que o engenheiro de software pode seguir.

Quais são os principais cargos da área?

Além das áreas que fazem parte da estrutura da Engenharia de Software, o engenheiro também pode trilhar carreira por setores específicos.

Veja a seguir os principais cargos da área:

Desenvolvimento de bancos de dados

O desenvolvedor de banco de dados cria e realiza a manutenção de sistemas que servem para armazenar e gerenciar informações. 

Desenvolvimento de programas técnico/científicos

O desenvolvedor de programas técnico/científicos cria programas e sistemas voltados ao universo acadêmico e de pesquisa científica.

Desenvolvimento de jogos

O desenvolvedor de jogos cria games dos mais variados tipos para plataformas mobile, como smartphones e tablets, computadores, consoles e realidade virtual.

Desenvolvimento de sistemas de gerenciamento para empresas

O desenvolvedor de sistemas de gerenciamento para empresas idealiza softwares que auxiliam a gestão de organizações e empreendimentos. 

Desenvolvimento de sistemas de apoio à área de Medicina

O desenvolvedor de sistemas de apoio à Medicina trabalha na criação de softwares que apoiam o trabalho dos médicos e outros profissionais da Saúde.

Como é a rotina de quem se forma na área de Engenharia de Software?

O engenheiro de software, evidentemente, passa horas em frente ao computador.

No entanto, ele também participa de reuniões de briefing, alinhamento e apresentações.

Afinal, o desenvolvimento de softwares está bastante atrelado a projetos, e tudo isso faz parte da entrega.

Inclusive, para quem gosta de uma rotina mais dinâmica, esta é uma grande vantagem.

O profissional da Engenharia de Software pode assumir diferentes projetos, com propostas diferentes ou áreas e clientes distintos.

Como é a faculdade de Engenharia de Software?

areas da engenharia de software como e faculdade

No curso de Engenharia de Software, o aluno aprende a desenvolver sistemas e programas dos mais diversos, desde os utilizados em computadores, tablets e smartphones, até os úteis para maquinário industrial. 

A graduação é um bacharelado, ou seja, alia teoria à prática, e prepara profissionais completos e aptos a enfrentar os desafios do mercado de trabalho. 

Na PUC Paraná, o curso de Engenharia de Software é ofertado na modalidade EAD, como graduação semipresencial.

Isso significa que os estudantes estudam parte do conteúdo online e comparecem ao polo físico duas vezes por semana para encontros presenciais.

Grade Curricular

No curso de Engenharia de Software EAD da PUC Paraná, os alunos têm as seguintes matérias:

1º ano

  • Banco de Dados 
  • Engenharia de Requisitos 
  • Ética 
  • Experiência Criativa: Navegando pela Computação 
  • Filosofia 
  • Fundamentos de Sistemas Ciberfísicos
  • Leitura e Escrita Acadêmica
  • Pensamento Matemático na Computação 
  • Programação Orientada a Objetos
  • Raciocínio Algorítmico
  • Raciocínio Matemático para Computação 
  • Teologia e Sociedade.

2º ano

  • Big Data
  • Conectividade em Sistemas Ciberfísicos 
  • Criação de Modelos de Soluções Computacionais 
  • Eletiva
  • Experiência Criativa: Projetando Soluções Computacionais 
  • Gestão de Projetos de TI
  • Interface Humano Computador 
  • Modelagem de processos
  • Programação Web
  • Qualidade de Software 
  • Resolução de Problemas Estruturados em Computação
  • Segurança da Informação.

3º ano

  • Análise de Viabilidade de Projetos
  • Desenvolvimento Orientado a Reuso de Software 
  • Design de Software
  • Experiência Criativa: Inovando em Processos de TI 
  • Experimentação em Engenharia de Software
  • Gestão de Equipes de Alto Desempenho
  • Gestão de Programas e Portfólios de TI 
  • Medição e Análise de Processos e Produtos de Software
  • Métodos Ágeis
  • Métodos de Pesquisa em Computação
  • Performance em Sistemas Ciberfísicos
  • Verificação e Validação.

4º ano

  • Aprendizagem Organizacional
  • Arquitetura de Software
  • Controle Estatístico de Processos 
  • Educação, Identidade e Solidariedade 
  • Eletiva
  • Gestão de Pequenas e Médias Empresas de TI
  • Governança de Tecnologia da Informação
  • Políticas e Inovação em Tecnologia da Informação
  • Projeto Final - Concepção 
  • Projeto Final - Desenvolvimento
  • Projeto Final - Especificação 
  • Projeto Final - Validação.

Duração

Por se tratar de um bacharelado, que tem duração mais longa, o curso de Engenharia de Software pode ser concluído em quatro anos.

Como está o mercado de trabalho para Engenharia de Software?

areas da engenharia de software como esta mercado trabalho para

De acordo com artigo publicado no site Guia da Carreira, a Engenharia de Software foi considerada a segunda melhor profissão da área de TI em crescimento e remuneração.

É uma marca bastante expressiva, ainda mais se tratando de um dos mercados que mais avança, que é o de Tecnologia da Informação. 

Previsão para o futuro da Engenharia de Software

Inclusive, no Brasil, o setor de TI teve crescimento acima da média global em 2018, segundo um estudo da ABES (Associação Brasileira de Empresas de Software).

Enquanto o mundo avançou 6,7%, o Brasil registrou o impressionante percentual de 9,8%.

Isso mostra o quanto o mercado de Tecnologia da Informação está fortalecido por aqui e tem tudo para prosperar ainda mais.

Nesse sentido, o engenheiro de software pode esperar um mercado de trabalho favorável.

Outro dado que comprova essa tese é a de que a área de TI pode apresentar um déficit de 290 mil profissionais em 2024, de acordo com um levantamento da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom).

Ou seja, quem estiver preparado, certamente, sairá na frente.

Conclusão

Viu só quantas áreas a Engenharia de Software tem para quem se forma no curso?

De fato, a carreira é de brilhar os olhos, ainda mais pelas perspectivas do mercado de trabalho.

Como vimos, a previsão é de que haverá mais demanda do que profissionais capacitados.

Portanto, investir em uma graduação é uma decisão certeira.

Estude Engenharia de Software na PUC Paraná e faça parte da melhor universidade privada da região!

Gostou do texto? Que tal compartilhar a sua opinião aqui nos comentários?

Inscreva-se no Blog do EAD PUCPR

blog ead pucpr
cursos empreendedorismo
O que você achou dessa publicação?
Deixe seu comentário aqui.